Início / Agenda / Qual o impacto da redução de aplicação de fitofarmacêuticos na produção vegetal? Anipla lança o debate

Qual o impacto da redução de aplicação de fitofarmacêuticos na produção vegetal? Anipla lança o debate

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Anipla — Associação Nacional da Indústria para a Protecção das Plantas, organiza, no próximo dia 14 de Abril, a partir das 10 horas, um debate online, na plataforma Zoom, dedicado ao tema “Impacto da Redução de Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos na Produção Vegetal”. A participação é gratuita.

O tema em discussão, centra-se nos resultados de um estudo de impacto que a Anipla solicitou à Agroges e que incide nas eventuais repercussões económicas e sociais da retirada de um conjunto de substâncias activas consideradas em risco de perder a autorização de comercialização em cinco fileiras agrícolas nacionais: vinha para vinho, olival para azeite, pêra rocha, milho-grão e tomate para indústria.

Pacto Ecológico Europeu

Na origem do estudo, está a preocupação da Anipla com a intenção assumida pela União Europeia no quadro da Estratégia para a Biodiversidade, apresentada no Pacto Ecológico Europeu da Comissão Europeia, de reduzir a utilização de produtos fitofarmacêuticos em 50% até ao ano 2030 e com o consequente impacto na economia e no futuro de várias fileiras agroalimentares.

Para comentar os resultados do estudo de impacto e debater os desafios que o sector agrícola nacional enfrenta, a Associação Nacional da Indústria para a Protecção das Plantas reúne vários especialistas para uma conversa online que permita procurar respostas e identificar estratégias que viabilizem uma agricultura sustentável no presente e futuro.

A participação no evento é gratuita mas de inscrição obrigatória, aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

UE aprova regime português de 150 M€ para apoiar empresas dos Açores afectadas pela pandemia

Partilhar            A Comissão Europeia aprovou, ao abrigo das regras da União Europeia em matéria de auxílios …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.