Início / Agricultura / PSD questiona ministra da Agricultura sobre falta de acesso a água nas explorações do Baixo Mondego

PSD questiona ministra da Agricultura sobre falta de acesso a água nas explorações do Baixo Mondego

O Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata (PSD) diz que há explorações agrícolas no Baixo Mondego sm acesso a água. E por isso enviou um conjunto de perguntas à ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes. Quer o PSD saber qual o ponto de situação do abastecimento de água aos orizicultores, principalmente do Vale do Pranto e do Arunca e quais as perspectivas de acesso à água para os produtores agrícolas da região do Baixo Mondego.

Explica o PSD na pergunta entregue na Assembleia da República que no passado mês de Setembro, as condições climatéricas registadas em muitas zonas do País, provocaram elevados prejuízos nas culturas como o milho ou hortícolas em particular incidência no Baixo Mondego.

E realça o Grupo Parlamentar do PSD que, “embora se tenha registado alguma recuperação da área afectada, há ainda muitos produtores agrícolas com prejuízos consideráveis, agravados por outras condições como é o caso de acesso à água e a sistemas de regadio eficientes, bem como ao forte acréscimo dos custos de factores de produção”.

Política Agrícola Comum

Os deputados do Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata questionam ainda Maria do Céu Antunes sobre qual a perspectiva sobre o pagamento ligado ao arroz no âmbito das ajudas do 1º pilar da Política Agrícola Comum (PAC) pós 2023 e que apoios extraordinários previstos para as produções de cereais no âmbito da PAC pós 2023.

Por outro lado, pretendem saber quais as medidas ponderadas para mitigar os custos com a energia.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Câmara de Santarém atribui Medalha de Ouro ao CNEMA

Partilhar              A Câmara de Santarém condecorou hoje, 14 de Junho, o CNEMA — Centro Nacional de …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.