Início / Agricultura / PS pergunta ao Governo como vai resolver excesso de stocks de vinho do Douro para não comprometer vindimas de 2024

PS pergunta ao Governo como vai resolver excesso de stocks de vinho do Douro para não comprometer vindimas de 2024

O Grupo Parlamentar do Partido Socialista (PS) quer saber que medidas pretende o Ministério da Agricultura e Pescas “adoptar para minimizar e/ou resolver o problema dos stocks de vinho ainda armazenados na RDD [Região Demarcada do Douro] e que irão comprometer as vindimas de 2024 se a região não ganhar capacidade de armazenamento”.

Em duas perguntas enviadas ao ministro da Agricultura, José Manuel Fernandes, entregue na Assembleia da República, os deputado socialistas — Carlos Silva e Fátima Correia Pinto — querem ainda saber “para quando está prevista a publicação da portaria que aprova o regulamento eleitoral e a constituição do Comissão Eleitoral para a restauração da Casa do Douro enquanto associação pública de inscrição obrigatória”.

Relembre-se que o Parlamento aprovou, em Janeiro deste ano, a restauração da Casa do Douro enquanto associação pública de inscrição obrigatória, assim como aprovou os seus estatutos. O ex-ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, absteve-se, tal como o Partido Social Democrata (PSD).

Explica o Grupo Parlamentar do PS que a Região Demarcada do Douro “está hoje confrontada com elevados stocks em armazém, que devido à redução dos consumos de vinho nos mercados globais não tem sido possível devidamente escoar, implicando incapacidade de armazenamento da produção das vindimas de 2024 que em breve se iniciarão, havendo já a comunicação formal aos pequenos e médios viticultores dessa incapacidade de recepção de uvas, comprometendo essa possibilidade a sustentação económica destes viticultores que poderão conduzir mesmo ao abandono da actividade ficando comprometidas as Paisagens Vinhateiras que constituem o Alto Douro Vinhateiro Património da Humanidade, que importa proteger e valorizar”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Tem porcos? Declaração obrigatória de existências tem de ser feita até 31 de Agosto de 2024

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que no mês de Agosto de 2024, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.