Início / Agricultura / PS/Açores: declarações do secretário Regional da Agricultura sobre importação de gado infectado “são irresponsáveis”

PS/Açores: declarações do secretário Regional da Agricultura sobre importação de gado infectado “são irresponsáveis”

A Região Autónoma dos Açores importou, do continente para a Ilha do Pico, sem quarentena, gado bovino contaminado com o vírus da Doença Hemorrágica Epizoótica (DHE). Os animais foram abatidos. Mas o Partido Socialista dos Açores (PS/Açores) não gostou da reacção do secretário Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, António Ventura.

“As declarações do secretário da Agricultura sobre a importação de gado infectado são irresponsáveis e uma brincadeira de mau gosto”, diz Patrícia Miranda, deputada PS/Açores na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

António Ventura tinha reagido ao pedido do PS/Açores para a sua presença na Assembleia Legislativa, com urgência, com as seguintes declarações, à Lusa: “eu acho que o PS — como já governou também esta região — devia estar orgulhoso do facto de não termos cá essa doença e de termos conseguido impedir [a sua entrada]. Isto é bom para a imagem dos Açores. Isto é bom para se vender animais geneticamente, em vivo, para outras regiões e todo o mundo perceber que nós temos esse estatuto, que essa doença não está cá. Estamos livres”. “Não é uma doença transmissível às pessoas, não é uma zoonose. É só uma doença que é transmissível de animal em animal. Nós conseguimos impedir que essa doença cá chegasse, abatendo os animais”, adiantou.

Ora, a socialista Patrícia Miranda considera que “há muitas questões por explicar e muitas dúvidas por esclarecer num acontecimento muito grave que poderia comprometer o futuro da agropecuária e do comércio de carne da nossa Região por incompetência e displicência do Secretário Regional da Agricultura”. “As afirmações do secretário Regional da Agricultura sobre este tema são irresponsáveis e uma brincadeira de mau gosto quando afirma que devíamos estar orgulhosos sobre os procedimentos adoptados”.

Sem quarentena

“Entraram animais contaminados na Região sem quarentena, é referido na comunicação social que “existiram pressões ao mais alto nível que obrigaram as autoridades veterinárias a autorizar a importação”, quem pressionou quem? Qual era o destinatário destes animais? Porque aconteceu isto sem que fossem adoptados todos os procedimentos necessários?”, questiona a dirigente socialista.

E acrescenta que o “comportamento do secretário da Agricultura nesta e noutras matérias evidencia um padrão de falta à verdade permanente, de tentativa de reescrever a história culpando o passado para disfarçar a sua incapacidade de desenvolver uma política pública de apoio à agricultura açoriana verdadeiramente consequente e, neste caso, de total incompetência e, até, negligência, em nome de interesses que ficam por explicar e que levantam muitas duvidas”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Quinta da Alorna distinguida como “Produtor do Ano 2023”

Partilhar              A Quinta da Alorna, empresa do sector vitivinícola de Almeirim, foi distinguida como “Produtor do …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.