Início / Empresas / Protocolo com APA Valoriza o Rio Sousa na Paisagem Protegida do Sousa Superior

Protocolo com APA Valoriza o Rio Sousa na Paisagem Protegida do Sousa Superior

O protocolo de colaboração técnica e financeira, celebrado com a APA — Agência Portuguesa do Ambiente permite concretizar as intervenções da fase 1 do projecto “ReValSousa: Reabilitação e Valorização do Rio Sousa na Paisagem Protegida do Sousa Superior” nos domínios de intervenção relativos à contenção de espécies invasoras, acções de desassoreamento e de beneficiação de habitat para espécies ribeirinhas com o reforço/criação de galeria ripícola.

Segundo os responsáveis pela Paisagem Protegida Local do Sousa Superior, se, por um lado, a existência de galerias ripícolas invadidas por espécies exóticas invasoras são um impedimento sério ao equilíbrio ecossistémico, o excesso de sedimentos no leito do Sousa promove a descontinuidade fluvial, impossibilita a circulação de espécies e o transporte e fluxo eficiente dos sedimentos naturais do rio.

De igual modo, a disfuncionalidade da galeria ripícola, em alguns troços, compromete a conectividade ecológica, fragmenta e reduz as relações bióticas, diminuindo a disponibilidade de abrigo e alimento para a fauna silvestre do Rio Sousa, comprometendo também, o controlo natural de pragas agrícolas, bem como aumentando a susceptibilidade de lixiviação e da perda do solo arável desta paisagem protegida.

Para Pedro Machado, presidente da Câmara Municipal de Lousada, o protocolo assinado “vinca o reconhecimento do governo numa gestão municipal assente no fazer cumprir de uma agenda ambiental integradora e resiliente, culminada na criação da Paisagem Protegida Local do Sousa Superior e que compreende o Rio Sousa como activo social fulcral para a mudança ambiental”.

Projecto ReValSousa

O projecto “ReValSousa”, desenvolvido pelo Município de Lousada – enquadrado na estratégia de reabilitação da rede hidrográfica da Região Norte – tem como objectivos promover a melhoria da conectividade longitudinal e transversal do Rio Sousa melhorando as suas funções ecológicas e o objectivo de minorar e mitigar os efeitos nocivos das cheias na produtividade agrícola e respectivos danos económicos e materiais, utilizando soluções de base de engenharia natural e de melhoria hidromorfológica.

José Pimenta Machado, vice-presidente da APA, acompanhado por Inês Andrade, Directora Regional da Região Hidrográfica do Norte/APA, salientou a “dinâmica pujante do município no domínio da água e o envolvimento activo das populações nos processos de melhoria ecológica criando verdadeiros guardiões de rios e ribeiros no território”.

Para José Pimenta Machado, num ano difícil, de reduzida precipitação e disponibilidade de água, “o papel activo, continuado e perseverante das autarquias locais como é o caso de Lousada, é fundamental para a boa gestão da água e de sensibilização da comunidade para os desafios ambientais futuros”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Montenegro promete resolver problema do assoreamento do Porto de Pesca da Póvoa de Varzim

Partilhar              O primeiro-ministro, Luís Montenegro, esteve presente cerimónia de encerramento das comemorações do 50º aniversário de …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.