Início / Featured / Projecto “Peixes Nativos” recebe menção honrosa no Prémio Guarda-Rios

Projecto “Peixes Nativos” recebe menção honrosa no Prémio Guarda-Rios

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O projecto “Peixes Nativos”, no qual o Município de Torres Vedras está envolvido, obteve uma menção honrosa na categoria de Boas Práticas da segunda edição do Prémio Guarda-Rios, promovido pelo GEOTA — Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente.

Essa distinção, que resultou de uma votação do público, foi atribuída no dia 1 de Outubro, Dia Nacional da Água, na Gala Guarda-Rios, que se realizou no Centro de Congressos de Lisboa.

O Prémio Guarda-Rios tem como objectivo reconhecer e premiar pessoas, organizações e empresas que implementam práticas ambientais positivas sobre os rios, assim como bons comportamentos e práticas económicas, sociais ou ambientais relacionadas com a gestão das referidas linhas de água e com o envolvimento das comunidades na mesma.

Projecto “Peixes Nativos”

Uma nota de imprensa da autarquia de Torres Vedras recorda que o “Peixes Nativos”, projecto que foi lançado em Novembro de 2017 e resulta de uma parceria estabelecida entre o ISPA – Instituto Universitário e a Águas do Tejo Atlântico, tem como objectivo principal monitorizar anualmente, na época de seca estival, espécies ameaçadas de peixes de água doce autóctones em rios intermitentes do centro do País.

Carla Sousa Santos

Paralelamente, o projecto “Peixes Nativos” desenvolve acções de educação ambiental que consubstanciam a sua missão pedagógica, estabelecendo para esse efeito protocolos de parceria com municípios localizados na sua área de implementação. A Câmara Municipal de Torres Vedras aderiu a este projecto desde a sua fase-piloto.

No que toca à monitorização científica deste projecto no concelho, refira-se que a mesma abrange os rios Sizandro e Alcabrichel e relaciona-se com o trabalho de preservação do ruivaco-do-Oeste (Achondrostoma occidentale).

Já no que diz respeito ao desenvolvimento da missão pedagógica do projecto “Peixes Nativos” no concelho, esta tem envolvido alunos do 1.º ciclo do ensino básico de escolas do Ramalhal, de Runa, do Maxial, de Dois Portos e de Monte Redondo, os quais têm, entre outras acções, monitorizado troços de linhas de água.

O projecto “Peixes Nativos” tem a coordenação científica de Carla Sousa Santos, investigadora do MARE-ISPA. Doutorada em Biologia pela Universidade de Lisboa. Desenvolve o seu trabalho de investigação na área da Genética aplicada à Conservação, Filogenia e Filogeografia de peixes de água doce desde 2002.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Petição contra a alteração da idade para assistir ou participar em touradas está a chegar aos 18 mil subscritores

Partilhar              O Conselho de Ministros aprovou no dia 14 de Outubro o decreto-lei que altera a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.