Início / Featured / Projecto de Cantanhede de salvaguarda da Arte Xávega distinguido em Veneza

Projecto de Cantanhede de salvaguarda da Arte Xávega distinguido em Veneza

O vice-presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, Pedro Cardoso, apresentou esta quarta-feira, 27 de Setembro, em Veneza (Itália), o projecto “Salvaguarda da Técnica de Pesca Artesanal Arte-Xávega”, distinguido pelos Prémios Europeus do Património Cultural/Prémios Europa Nostra 2023, na categoria “Investigação”.

A sessão decorreu no âmbito da Cimeira Europeia do Património Cultural 2023, realizada na Fondazione Giorgio Cini.

“Identidade e Memória – Arte Xávega”, da Praia da Tocha (Cantanhede/Portugal) é um dos quatro projectos portugueses vencedores dos Prémios Europeus do Património Cultural/Prémios Europa Nostra 2023.

Este ano, 30 projectos de 21 países europeus foram distinguidos com este prestigiado galardão, após decisão de um júri composto por peritos em património oriundos de toda a Europa, refere uma nota de imprensa da autarquia.

“A Arte Xávega um dos últimos exemplos de pesca artesanal e sustentável na União Europeia e ser distinguida com este prestigiado galardão honra-nos muito”, referiu o autarca na apresentação.

O autarca que tutela o sector da Cultura deu conta que “foram várias as iniciativas implementadas no âmbito deste projecto, desde a criação de materiais didácticos e científicos em português e inglês, até à construção de uma embarcação tradicional”, através de “programas culturais e educativos inovadores, e sempre em estreita colaboração com a comunidade piscatória e em parceria, entre muitas instituições educativas, associações locais, e académicas, com o CIAX – Centro de Interpretação da Arte-Xávega”.

“Mais do que um prémio, este prestigioso galardão é o reconhecimento do trabalho de todos aqueles que contribuíram para este projecto – Câmara Municipal de Cantanhede, Centro de Estudos do Ambiente e do Mar, Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego, autarquia de freguesia, agrupamento de escolas, associações, a equipa da Cultura do Município e, nomeadamente, a Comunidade Piscatória da Praia da Tocha. Este prémio é deles e para eles”, disse Pedro Cardoso.

A atribuição deste galardão, assim como a dinâmica criada em torno do projecto, representa “um compromisso colectivo para reforçar a protecção e promoção da Arte Xávega, assim como tudo o que lhe está associado”, acrescenta a mesma nota.

“É importante resgatar do esquecimento todas as tradições, usos, costumes, memórias e identidade que estão associadas à Arte Xávega, que tatuou estes territórios e as comunidades piscatórias”, concluiu o vice-presidente da Câmara Municipal de Cantanhede.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Xylella fastidiosa em videiras de Castelo Branco e Fundão. DGAV dá 10 dias para destruição imediata das plantas

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que foi confirmada a presença da …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.