Início / Agricultura / Produtores de leite enviam mais 2 camiões de feno a agricultores afectados pelos incêndios

Produtores de leite enviam mais 2 camiões de feno a agricultores afectados pelos incêndios

A APROLEP — Associação dos Produtores de Leite de Portugal está a organizar o envio de mais dois camiões de rolos de feno para alimentar os animais das regiões afectadas por incêndios. O feno é oferecido por produtores de leite e encaminhado pela associação, consoante as ofertas que os agricultares fazem e as necessidades que tem conhecimento.

Um primeiro camião seguirá para a Pampilhosa da Serra, respondendo a um pedido da autarquia feito na semana passada para ajudar na alimentação de 150 pequenos ruminantes. O segundo camião seguirá para Vouzela, Viseu, para ajudar um colega produtor de leite e seus vizinhos que perderam todo o feno que tinham armazenado para os animais, além de algumas máquinas e construções.

“Temos consciência que esta é uma pequena ajuda face à dimensão da tragédia dos incêndios que afectou Portugal, mas é a ajuda possível neste momento. Enquanto associação de produtores de leite não temos capacidade para atender a todos os pedidos ou encaminhar todas as ofertas que poderiam ser feitas se o pedido chegasse a todos os produtores”, afirma um comunicado da direcção da Associação.

Recolha de informação para ajudar

Nesse sentido, acrescenta o documento, “deixamos aqui um apelo a todas as organizações agrícolas, nomeadamente cooperativas, associações e confederações com capacidade logística, para organizarem a recolha de informação sobre as necessidades dos afectados e organizarem a recolha dos alimentos oferecidos por agricultores que estejam disponíveis para ajudar”.

A APROLEP reafirma que esta deve ser uma “ajuda solidária de emergência e que o Governo deve disponibilizar em tempo útil o apoio de médio e longo prazo aos criadores afectados para recuperar a agropecuária local, de forma a manter o território rural vivo e livre de futuros incêndios”.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Tem porcos? Declaração obrigatória de existências tem de ser feita até 31 de Agosto de 2024

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que no mês de Agosto de 2024, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.