Início / Economia / Preço médio do pescado sobe 4,1% para 2,03 euros/kg em Agosto de 2020

Preço médio do pescado sobe 4,1% para 2,03 euros/kg em Agosto de 2020

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O preço médio do pescado descarregado — variável não resultante das capturas nominais mas sim da valorização das quantidades descarregadas vendidas em lota — foi 2,03 euros/kg, em Agosto de 2020 ou seja, um acréscimo de 4,1% (+14,8% em Julho).

Segundo o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Outubro de 2020, do Instituto Nacional de Estatística (INE), o preço médio dos peixes marinhos (1,73 euros/kg) teve um aumento de 3,7%, devido à subida do preço de espécies como os tunídeos e peixe-espada.

O preço dos crustáceos (12,98 euros/kg) aumentou 7,0%, nomeadamente pelo maior preço atingido pela gamba branca. O preço médio dos moluscos foi 4,54 euros/kg teve um decréscimo de 1,7%, devido sobretudo à descida verificada em espécies como o berbigão, acrescentam os técnicos do INE.

Peixes marinhos

O volume de peixes marinhos capturados a nível nacional foi de 12.504 toneladas e teve uma diminuição de 16,3% (-28,7% em Julho). Para esta situação contribuiu o menor volume de captura de cavala (-46,4%), com 3.178 toneladas, carapau (-39,0%), com 1.611 toneladas, tunídeos (-43,9%), com 1.217 toneladas e peixe-espada (-11,8%), com 396 toneladas capturadas.

Crustáceos 

O volume de crustáceos (141 toneladas) mostrou um decréscimo de 9,6% (+7,6% em Julho), devido principalmente ao menor volume de gamba branca, lagostim e percebe. As 1.129 toneladas de moluscos representaram também uma diminuição de 5,6% (-17,1% em Julho), sendo de destacar a captura inferior de polvo, choco, berbigão e mexilhão.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Confederação Nacional da Agricultura: crise agrícola “agrava-se com novo confinamento obrigatório”

Partilhar            A CNA – Confederação Nacional da Agricultura diz que as perspectivas dos agricultores para 2021 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.