Início / Agenda / PortugalFoods anuncia abertura de candidaturas ao Prémio Ecotrophelia Portugal

PortugalFoods anuncia abertura de candidaturas ao Prémio Ecotrophelia Portugal

Já está em marcha o Prémio Ecotrophelia Portugal 2022, uma competição que visa o desenvolvimento de um produto alimentar eco-inovador e sustentável, por alunos e investigadores do Ensino Superior, com o objectivo de “revolucionar” a indústria agroalimentar e colocá-la na linha da frente da inovação e da sustentabilidade.

As candidaturas abrem no próximo dia 1 de Fevereiro e decorrem até 18 de Maio. Podem ser feitas através do site da iniciativa, aqui.

O Prémio Ecotrophelia tem como ambição promover a eco-inovação e o empreendedorismo no sector agroalimentar europeu. Tal desígnio traduz-se na organização de competições nacionais, nas quais se integra o Prémio Ecotrophelia Portugal, promovido pela PortugalFoods desde 2017.

Na passada edição, a bolacha crocante Baguitas (que aproveita os resíduos e subprodutos agroalimentares da indústria do vinho, feita à base de farinha de bagaço de uva, mel nacional e frutos secos), desenvolvida por uma equipa de estudantes nas áreas das Ciências da Nutrição e do Design de Comunicação da Universidade Lusófona, foi a grande vencedora do concurso nacional (de entre um total de 27 projectos) e representou Portugal na competição europeia.

Divulgação do prémio

Com o intuito de promover a iniciativa junto do Sistema Científico e Tecnológico português, dando a conhecer o Prémio e os seus objectivos, a PortugalFoods irá organizar, no próximo dia 1 de Fevereiro, a partir das 11 horas, uma sessão de lançamento (online) para divulgação da informação relativa à iniciativa e que se destina a docentes de todas as instituições do Ensino Universitário e Politécnico nacional – para que possam, depois, divulgar a iniciativa pelos seus alunos. A sessão é aberta a todos os docentes interessados e a inscrição pode ser feita através do email ecotrophelia@portugalfoods.org.

Elevar o conhecimento e reconhecer a capacidade de inovação, o empreendedorismo e a competitividade do sector agroalimentar nacional é, pois, o objectivo deste concurso, que procura aproximar as universidades, politécnicos e centros de conhecimento e inovação à indústria, numa lógica de geração de valor e criação de caminhos de futuro para o sector, assentes na sustentabilidade, realça a PortugalFoods em nota de imprensa.

Para a directora executiva da PortugalFoods, Deolinda Silva, “é nossa missão, enquanto associação cluster que apoia a dinamização e internacionalização do sector agroalimentar, estabelecer um diálogo activo com iniciativas ligadas à inovação e ao empreendedorismo. As novas ideias, capazes de transformar a indústria e de construir o seu caminho de futuro, estão onde os jovens estão”.

Por isso, acrescenta Deolinda Silva, “temos de estar nas universidades, nos politécnicos. Temos de ouvir as ideias dos nossos estudantes, perceber aquelas que são as suas preocupações e aspirações. São eles que, com conhecimento, têm as ideias e moldam os projectos que hão de fazer o nosso futuro”.

Esta será a sexta edição do Ecotrophelia em Portugal e conta com o apoio de diversas entidades do sector agroalimentar. A nível europeu, este concurso acontece desde 2008, tendo mobilizado mais de 4.000 estudantes, 500 instituições de ensino e 2.000 empresas, resultando no desenvolvimento de mais de 860 produtos alimentares eco-inovadores, dos quais mais de 100 foram industrializados ou comercializados.

A edição europeia de 2020 foi ganha pela equipa portuguesa da OrangeBee, um snack saudável, fermentado, à base de aquafaba, desenvolvido por duas alunas da Universidade de Aveiro.

Consulte o regulamento do Prémio Ecotrophelia 2022 aqui.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

PS também avança com Projecto de Lei para carreira de guarda florestal das Regiões Autónomas

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Partido Socialista (PS) entregou, na Assembleia da República, um Projecto de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.