Início / Featured / Portugal quer duplicar extensão da plataforma continental

Portugal quer duplicar extensão da plataforma continental

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Portugal poderá dobrar a extensão da sua plataforma continental para quatro milhões de quilómetros quadrados dentro de dois ou três anos. Quem o diz é a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino. Marrocos e Espanha não se opõem.

A ministra, que falava sexta-feira, 31 de Março, durante a apresentação da proposta de extensão que decorreu na gare marítima de Alcântara, em Lisboa. referiu que Portugal vai apresentar o pedido a uma sub-comissão da Comissão de Limites da Plataforma Continental das Nações Unidas e que poderá haver uma decisão “entre dois a três anos”.

As propostas só são admitidas para avaliação se não houver oposição dos países que possam ter algum conflito de interesses, mas neste momento Marrocos e Espanha já se pronunciaram “sobre não terem nada a opor relativamente à apreciação da proposta portuguesa”.

As “razões objectivas” para o pedido de extensão incluem a “segurança jurídica muito maior para o exercício da soberania” e a protecção do oceano, acrescentando Ana Paula Vitorino que também abre possibilidades de exploração económica.

Sustentabilidade

“Por outro lado, temos a possibilidade de concretizar de uma forma mais eficiente o que são os objectivos de sustentabilidade do País em termos de consumo de energias renováveis, de utilização de produtos mais sustentáveis do ponto de vista ambiental”, afirmou a governante.

As negociações para a extensão da plataforma com a sub-comissão da Comissão de Limites da Plataforma Continental das Nações Unidas começam em Agosto.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

PAN defende apoio excepcional a particulares e autarquias para limpeza das florestas

Partilhar            O PAN – Pessoas-Animais-Natureza avançou com a apresentação de um projecto de Lei que visa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.