Início / Agricultura / Portugal não tem gripe das aves

Portugal não tem gripe das aves

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Portugal não tem qualquer foco de gripe das aves e a proibição de comercialização destes animais em alguns mercados é uma medida de prevenção, afirmou o director-geral de Alimentação e Veterinária, Álvaro Mendonça, à agência Lusa, garantindo não existir risco para os humanos, segundo a página de Internet da Confagri – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Portugal.

“Não temos gripe das aves em Portugal, as medidas são exclusivamente de precaução dado a gravidade económica que a doença representa” para os produtores, diz Álvaro Mendonça.

Em termos de segurança para as pessoas, “o risco é mínimo, é reduzidíssimo porque não há nenhum foco em Portugal”, refere adiantando que “a transmissão do H5N1 para os seres humanos, para além de ser baixa, neste momento, por comunicação das autoridades francesas, sabemos que os marcadores de risco para a espécie humana não existem nesta estirpe de vírus”.

No final de Dezembro, depois de surgirem vários focos em França, a Direcção Geral de Alimentação e Veterinária proibiu a comercialização de aves em feiras e mercados em alguns concelhos, sobretudo na zona centro e Alentejo e na zona da Ria Formosa, no Algarve, onde há mais migrações conhecidas de aves selvagens.

A proibição da venda de animais vivos em mercados e da importação de galinhas, perús, patos ou gansos de França devido à gripe das aves é hoje noticiada no Diário de Notícias, que aponta 139 zonas classificadas como de maior risco, distribuídas por 58 concelhos, referindo que há oito anos não era emitido um aviso sobre esta doença.

Álvaro Mendonça apontou ainda que o consumo de produtos com origem nas aves “não tem risco também” e lembrou que é uma medida prática de segurança alimentar os alimentos serem cozinhados bem passados, mas não especificamente pela gripe das aves.

A gripe das aves transmite-se entre estes animais, nomeadamente entre domésticos, mas também entre os pássaros selvagens e os domésticos, por isso, as medidas de prevenção relacionadas com as aves vivas dos mercados, feiras e explorações, de modo a evitar o contacto entre eles.

Uma gripe vinda de França

Tudo começou no fim de Novembro, com o primeiro alerta nas redes europeias para a existência de gripe de alta patogenicidade, para as aves e não para as pessoas, em França, em alguns pontos do centro, descendo depois para o sudoeste do país, chegando a atingir 67 focos.

Perante a situação, no final de Dezembro, Portugal optou por suspender a entrada de aves domésticas que se destinassem a feiras ao ar livre de modo a evitar qualquer eventual contágio, e a proibir feiras e mercados nos locais de risco, zonas húmidas, ribeiros, charcos por terem migração de pássaros.

Agricultura e Mar Actual

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Ministra da Agricultura inaugura reabilitação do Aproveitamento Hidroagrícola da Camba

Partilhar              A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, e o secretário de Estado da Agricultura …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.