Início / Featured / Portos de Cabo Verde apostam na renovação dos laços entre os portos e a cidade

Portos de Cabo Verde apostam na renovação dos laços entre os portos e a cidade

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Enapor — Portos de Cabo Verde está a preparar a actualização dos planos de reordenamento terrestre dos portos nacionais com mais necessidades. A relação porto-cidade centra-se, de modo geral, fundamentalmente na zona urbana-portuária, ou seja, na zona de interface entre o porto e a cidade onde os portos estão localizados.

Segundo a administração da Enapor, tal relação baseia-se, sobretudo, em vínculos funcionais e espaciais, ou seja, na relação existente entre o porto e a cidade em razão de actividades industriais, comerciais, de transportes e da proximidade espacial entre eles.

Cidades e os portos

Explica a autoridade portuária cabo-verdiana que “as cidades e os portos devem competir pelo mesmo espaço, mas com implicações positivas sobre o crescimento e o desenvolvimento de ambos”.

E acrescenta que o “alargamento e a expansão da cadeia produtiva exigem às cidades portuárias soluções sobre diversas questões de âmbito sócio-económicas e ambientais, antes tratadas isoladamente ou até desconsideradas. A globalização e a intermodalidade obrigam a uma reconversão urbana estreita e melhor integração porto-cidade”.

Para os responsáveis pelos Portos de Cabo Verde, “é preciso gerar relações de cumplicidade com as cidades que abrigam os nossos portos, pois há interesses comuns e complementares nas suas diferentes funções para constituir lugares de intercâmbio, de valorização e de produção abertas ao turismo, negócios, actividades de conhecimento, de informação e eventos sócio-culturais”.

A Enapor pretende assim gerar um “conceito positivo de interface porto−cidade, onde as interacções se possam dar de forma partilhada, amigável e harmoniosa”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Ambientalistas querem fim da isenção do imposto sobre os combustíveis concedida ao sector das pescas

Partilhar            “Os subsídios nocivos no sector das pescas reduzem os custos de capital ou operacionais e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.