Início / Featured / Porto Santo. Campeonato do Mundo de Fotografia e Vídeo Subaquático teve efeito “mais do que multiplicador” na economia local

Porto Santo. Campeonato do Mundo de Fotografia e Vídeo Subaquático teve efeito “mais do que multiplicador” na economia local

O secretário Regional de Mar e Pescas da Madeira, Teófilo Cunha, assegurou que o investimento do Governo Regional na realização do Campeonato do Mundo de Fotografia e Vídeo Subaquático, cujas provas oficiais terminaram esta sexta-feira, no Porto Santo, teve um efeito “mais do que multiplicador” na economia local e por isso considerou “um sucesso” a escolha da região para um evento com “forte projecção mundial”.

O governante participou no encerramento das provas que marcam o encerramento oficial da competição, e fê-lo “de forma muito simbólica”, com um mergulho de 40 minutos ao recife artificial criado com o afundamento da corveta Pereira d’Eça, na companhia dos jornalistas nacionais e internacionais e elementos da organização.

A cerimónia oficial de encerramento do Campeonato do Mundo está marcada para este sábado, 9 de Outubro, no Centro Cívico do Porto Santo, com o anúncio dos novos campeões mundiais, em fotografia e vídeo, e a entrega de troféus. Portugal é um dos países participantes.

Mergulhadores de 22 países

No final do mergulho, revela uma nota de imprensa do Executivo madeirense, o secretário Regional de Mar e Pescas deu conta dos 22 graus de temperatura da água que encontrou a 30 metros de profundidade, e pegou nesse detalhe para prestar tributo “à qualidade da organização” e, em nome do Governo Regional, fazer um balanço “extremamente positivo” da competição que levou ao Porto Santo mergulhadores de 22 países, mais de 100 pessoas e um total de 700 mergulhos nas límpidas águas marinhas da Ilha Dourada.

Vídeos e centenas de fotografias do Porto Santo e da sua biodiversidade marinha vão projectar a ilha em vários países de “uma forma muito positiva, mostrando ao Mundo que sabemos utilizar, com responsabilidade, os nossos recursos naturais, criar condições para o mergulho e as actividades náuticas, com o envolvimento das populações locais, e através dessas actividades alertarmos para a necessidade de preservarmos o meio marinho e a biodiversidade”, referiu Teófilo Cunha.

Investimento de 60 mil euros

O 18.º Campeonato do Mundo de Fotografia e 4.º Mundial de Vídeo Subaquático foi realizado em parceria com a Associação de Natação da Madeira, presidia por Avelino Silva, que teve a seu cargo toda a organização e coordenação do certame. O executivo madeirense investiu 60 mil euros na prova.

Teófilo Cunha disse que o investimento foi “largamente recuperado”, considerando o número de estadias nos hotéis do Porto Santo, refeições e outros consumos, o aluguer de equipamentos e embarcações de apoio, investimento em seguros, segurança, socorro e serviços clínicos.

Talvez por isso as várias equipas participantes não pouparam elogios à “excelente” organização da prova, enalteceram “a hospitalidade e a competência” e deixaram lavrado o testemunho de que conheceram “uma ilha magnífica”.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Preços na produção industrial aumentam 19,9% em Dezembro de 2021

Partilhar               O Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) registou uma variação homóloga de 19,9% …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.