Início / Mar / Energia / Porto de Setúbal reforça: sector das eólicas e offshore é prioridade

Porto de Setúbal reforça: sector das eólicas e offshore é prioridade

O Porto de Setúbal esteve presente na WindEurope 2024, em Bilbao, naquele que é considerado o maior evento europeu da indústria eólica on-shore e offshore e respectiva cadeia de valor. Entre 20 e 22 de Março, mais de 12 mil profissionais do sector puderam assistir a cerca de 40 conferências e ouvir 250 oradores, ficando a conhecer as principais novidades do mercado eólico, a nível europeu e mundial.

Para o Porto de Setúbal, representado no evento pela vogal do conselho de administração da APSS, Isabel Moura Ramos, e pelo director de Engenharia, Infra-estruturas e Ambiente da APSS, Pedro Ponte, o evento traduziu-se num “enorme sucesso e uma excelente oportunidade para alavancar um sector que já é uma das grandes prioridades para a Península de Setúbal ao nível dos investimentos industriais”, avança uma nota de imprensa daquela infra-estrutura portuária.

Segundo Isabel Moura Ramos, “foram realizados mais de 100 contactos empresariais, institucionais e governamentais, que demonstram que o Porto de Setúbal consolida o seu posicionamento como infra-estrutura crítica nacional para o sucesso e promoção das energias renováveis oceânicas no contexto europeu”.

O Porto de Setúbal participou também no momento promovido pela  APP — Associação dos Portos de Portugal, em que estiveram presentes a Embaixada de Portugal na Noruega, Wavec Offshore, Norwegian Offshore, Norwegian Inovation, ETERMAR, e WindEurope Ports Platform.

Porto de Setúbal 2030

A nova estratégia do Porto de Setúbal 2030 – Hub2 Green Setúbal, pretende diversificar o negócio e a oferta de serviços logísticos para as indústrias e energias verdes, transformando o Porto de Setúbal num hub económico de desenvolvimento sustentável. Actualmente, a APSS está a desenvolver dois projectos que têm como objectivo impulsionar o negócio das eólicas offshore, assim como dos seus parceiros, nomeadamente através da construção do TW – Terminal Wind2Sea Offshore e de uma Área Logística de Apoio ao Offshore, no Sapal do Moinho Novo, adianta a mesma nota.

A previsão dos investimentos industriais para a Península de Setúbal, que inclui projectos em áreas como os biocombustíveis, eólicas offshore, bioindústria, reparação naval sustentável, entre outros deverá atingir os cerca de 3 mil milhões de euros durante os próximos anos e fará do Porto de Setúbal um parceiro imprescindível para a melhoria da competitividade e internacionalização da economia local, regional e nacional.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Câmara de Santarém atribui Medalha de Ouro ao CNEMA

Partilhar              A Câmara de Santarém condecorou hoje, 14 de Junho, o CNEMA — Centro Nacional de …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.