Início / Featured / Porto de Lisboa sobe 99 posições no ranking dos portos de contentores mais eficientes

Porto de Lisboa sobe 99 posições no ranking dos portos de contentores mais eficientes

O Porto de Lisboa subiu 99 posições no ranking internacional dos portos de contentores mais eficientes, em 2023, avaliados pelo Índice Global de Desempenho Portuário de Contentores (CPPI – Container Port Performance Index). Um índice divulgado pelo Banco Mundial e pela S&P Global Market Intelligence, que compara dados de 405 Portos a nível mundial, tendo todos um mínimo de 24 escalas anuais de navios porta-contentores.

O Porto de Lisboa alcançou o 121º lugar no ranking regional Europa e Norte de África de portos de contentores, uma conquista que resulta da subida de 99 posições face a 2022 (era 220º) e corresponde a uma melhoria de 45% no índice CPPI, que o posiciona como o porto nacional mais eficiente, refere uma nota de imprensa daquela infra-estrutura portuária.

Em termos nacionais o Porto de Sines classificou-se na 126ª posição, Leixões na 292ª e Setúbal estreou-se também neste ranking na 333ª posição.

O Porto de Lisboa “orgulha-se pelo facto de se posicionar entre os mais eficientes do Mundo, fruto da aposta constante da sua comunidade portuária, trabalhadores, parceiros e concessionários, reafirmando assim a sua importância e centralidade no eixo Europa-América-Africa para carga contentorizada, proporcionando aos seus clientes infra-estruturas modernas, eficientes e ambientalmente responsáveis”, adianta a mesma nota.

Carlos Correia, presidente do Conselho de Administração da APL – Administração do Porto de Lisboa, salienta que “esta melhoria de eficiência do Porto de Lisboa resulta em grande parte do recente investimento de 140 milhões de euros, realizado pela Yilport no Terminal de Contentores de Alcântara, que veio permitir um aumento da dimensão dos navios a operar no terminal, para mais de 14.000 TEU de capacidade, e uma melhoria das operações nos terminais, bem como uma redução de custos de transporte na cadeia logística e a contentorização de novas cargas a serem movimentadas através de Lisboa”.

Por outro lado, a nível mundial, o Porto de Lisboa conquistou o 134º lugar do ranking de eficiência IPPC, subindo 82 lugares relativamente ao 216º posto de 2022, correspondente a uma melhoria de 38 pontos percentuais no índice de eficiência CPPI.

Entre os portos globais com melhor desempenho, o Porto de Yangshan, na China, ficou em primeiro lugar pelo segundo ano consecutivo, enquanto o Porto de Salalah, em Omã, manteve a segunda posição, e o porto de Cartagena, na Colômbia, subiu para o 3.º lugar.

Este índice anual, desenvolvido pelo Banco Mundial e pela S&P Global Market Intelligence, vai na quarta edição e baseou-se no maior conjunto de dados de sempre: mais de 182.000 navios, de 238,2 milhões de movimentos e de 381 milhões de unidades equivalentes a vinte pés (TEUs), no ano civil completo de 2023.

O CPPI classifica portos contentores globais por eficiência, concentrando-se na duração da estadia dos navios de contentores no porto. O seu principal objectivo é identificar áreas para melhoria em benefício de múltiplos intervenientes no sistema comercial global e nas cadeias de abastecimento, desde portos a companhias de navegação, governos nacionais e consumidores.

Recorde-se que mais de 80% do comércio de mercadorias é transportado por mar, pelo que “a resiliência, eficiência e desempenho geral dos portos são cruciais para os mercados globais e o desenvolvimento económico”, frisa a mesma nota.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Carmona Rodrigues lidera Grupo de Trabalho para estratégia de gestão, armazenamento e distribuição eficiente da água

Partilhar              O Governo decidiu criar um Grupo de Trabalho para delinear a estratégia multissectorial, “Água que Une”, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.