Início / Agricultura / Politécnico de Coimbra tem apoios do PRR para estudantes da Escola da Floresta na Lousã

Politécnico de Coimbra tem apoios do PRR para estudantes da Escola da Floresta na Lousã

O Instituto Politécnico de Coimbra pretende atribuir Bolsas Impulso num valor global que ronda os 200 mil euros (e que poderá aumentar no futuro) aos candidatos que frequentem no próximo ano lectivo 2023-24 os cursos realizados no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) nos dois polos da instituição: a Escola da Floresta na Lousã e a Cantanhede Creative School.

Estas bolsas permitem aos candidatos receber uma bolsa de apoio ao pagamento da propina, com a possibilidade acrescida de obter uma bolsa de apoio à deslocação/transporte, refere uma nota de imprensa do Politécnico de Coimbra.

Cursos na Escola da Floresta

A Escola da Floresta na Lousã tem três cursos previstos para o próximo ano lectivo. Até dia 3 de Setembro está aberta a primeira fase de candidaturas para o Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) de Operações Florestais (ministrado pela Escola Superior Agrária do IPC) e o CTeSP de Geoinformática (ministrado pela Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPC). No caso da Pós-Graduação em Cadastro Predial – tipologias B e E (ministradas pela Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPC do IPC), as candidaturas decorrem até dia 25 de Setembro.

A Escola da Floresta é focada nas áreas da floresta e do combate ao fogo, potenciando os agentes instalados no território nesta área de actuação, e resulta de uma parceria com a Câmara Municipal da Lousã, situando-se nas antigas instalações da EDP na Rua Eng.º Duarte Pacheco.

Cantanhede Creative School

A Cantanhede Creative School vai ter dois CTeSP ministrados pela Escola Superior de Educação do IPC, Design de Produto e Luz e Som para Artes Performativas, estando igualmente aberta até dia 3 de Setembro a primeira fase de candidaturas. Esta escola é focada na área das artes e da criatividade e resulta de uma parceria com a Câmara Municipal de Cantanhede, situando-se na antiga escola primária Conde Ferreira.

O projecto “Impulsionar as Pessoas e o Território” é uma iniciativa do Instituto Politécnico de Coimbra concebido com inúmeros agentes do território, nomeadamente câmaras municipais, empresas e instituições do setor social. Este consórcio tem como missão o desenvolvimento de programas de formação no âmbito dos programas Impulso Jovens STEAM e Impulso Adultos (co-financiado pelo PRR pela União Europeia), desde a fase de desenvolvimento dos planos formativos, passando pela implementação do programa, até à integração no mercado de trabalho dos formandos.

“Os dois novos pólos do Politécnico de Coimbra na Lousã e em Cantanhede dão cumprimento a esta missão, tendo como objectivo a descentralização da formação do IPC para um maior número de municípios da região, através de cursos cuja responsabilidade científica e execução é do IPC, em parceria com vários organismos e empresas e cuja matriz é formar “à medida” profissionais de elevada competência e desempenho nas respectivas áreas de actuação”, acrescenta a mesma nota.

As candidaturas deverão ser efectuadas na plataforma inforestudante.ipc.pt, podendo os interessados obter mais informações sobre as condições e acesso ao curso e às bolsas atrás mencionadas no website do IPC aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Montenegro promete resolver problema do assoreamento do Porto de Pesca da Póvoa de Varzim

Partilhar              O primeiro-ministro, Luís Montenegro, esteve presente cerimónia de encerramento das comemorações do 50º aniversário de …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.