Início / Empresas / Plataforma Design The Future lança motor de exploração vocacional

Plataforma Design The Future lança motor de exploração vocacional

A plataforma de exploração vocacional Design The Future, apoiada pelo Santander Totta, integra agora uma nova ferramenta, desenvolvida em conjunto com a Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa: o motor de exploração vocacional.

O motor de busca simula a fase de exploração num processo de aconselhamento vocacional tradicional, recorrendo a variáveis psicológicas frequentemente utilizadas neste âmbito. A ferramenta está organizada por categorias – interesses, capacidades e ambientes de trabalho – e utiliza diversos filtros que orientam o utilizador num percurso único de auto-reflexão vocacional.

Ao navegar por este conjunto de categorias e níveis de filtro sequenciais, cada utilizador é convidado a identificar e explorar grupos de profissões relacionados com os seus próprios interesses, capacidades e preferências por ambientes de trabalho. A ideia é que cada pessoa possa ter acesso às actividades profissionais que melhor se relacionam com o seu perfil vocacional e objectivos, permitindo uma escolha mais consciente e informada das oportunidades que o mercado de trabalho oferece.

Colaboração com Universidade de Lisboa

O motor de busca foi desenvolvido em estreita parceria com uma equipa de psicólogos vocacionais da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa, liderada pela Professora Isabel Janeiro.

“Para a realização deste projecto, foram tomados em consideração, para além dos referenciais teóricos nesta área, as particularidades do sistema educativo e profissional em Portugal, visando facilitar o desenvolvimento de atitudes favoráveis à exploração, identificação, reconhecimento e clarificação de diferentes dimensões das profissões, contribuindo igualmente para a exploração e reflexão dos indivíduos acerca das suas próprias características pessoais, incrementando desse modo o auto-conhecimento”, refere Isabel Janeiro.

O Banco Santander Totta associou-se à Design The Future, “acreditando que escolhas profissionais mais esclarecidas e informadas geram maiores níveis de motivação no percurso académico e, seguramente, profissionais mais bem-sucedidos”, refere um comunicado do banco.

Esta plataforma pretende ajudar os jovens a escolher bem a profissão de futuro, inspirando com casos reais e disponibilizando ferramentas que ajudam a explorar as opções formativas alternativas para se lá chegar, ao mesmo tempo que contribui para a melhoria do conhecimento dos jovens em relação às profissões existentes no mercado.

A página www.designthefuture.pt, reúne informação sobre mais de 3.750 cursos (profissionais, superiores, pós-graduações, mestrados, livres e especializações) de 1222 instituições de todo o país. Por outro lado, disponibiliza cerca de 200 vídeos com entrevistas a reconhecidos profissionais de diferentes áreas, onde partilham a sua experiência e o seu dia-a-dia, bem como as motivações que os levaram a escolher a profissão na qual são hoje uma referência.

A plataforma é de acesso gratuito e dirige-se a jovens estudantes do 9º ano, Ensino Secundário e para a escolha de mestrados, e a todos os que estão a rever as opções formativas que vão fazendo.

A relação com o Ensino Superior “continua a ser a grande prioridade da política de Responsabilidade Social Corporativa do Santander Totta que, através do Santander Universidades, colabora actualmente com 50 instituições de Ensino Superior portuguesas. Em 2016, o banco investiu 6,8 milhões de euros em actividades relacionadas com responsabilidade corporativa, entre os quais 5,9 milhões directamente no Ensino Superior em Portugal”, acrescenta a mesma nota.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Bolsa do Porco – Semana 32/2022 – 2,347€ (Subida de 0,020€)

Partilhar              Análise da FPAS — Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores Mercado europeu A Alemanha ia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.