Início / Agricultura / Planas: propriedades saudáveis ​​do azeite devem ser reconhecidas na futura rotulagem nutricional da UE

Planas: propriedades saudáveis ​​do azeite devem ser reconhecidas na futura rotulagem nutricional da UE

O ministro da Agricultura, Pescas e Alimentação, Luis Planas, diz que “as propriedades saudáveis ​​do azeite devem ser reconhecidas na futura rotulagem nutricional” da União Europeia (UE), salientando que é necessário garantir que esta “seja feita com precisão para transmitir as propriedades saudáveis ​​deste alimento básico da Dieta Mediterrânica”.

Em causa está o sistema Nutri-Score, proposto por França, que rótulo que classifica os produtos alimentares mais e menos saudáveis, conferindo-lhes uma letra com um código, do verde escuro (A) ao vermelho escuro (E), dando a entender que um refrigerante zero açúcar é mais saudável que o azeite. Este será um dos assuntos que o ministro abordará com a Comissária Europeia de Saúde e Segurança Alimentar, Stella Kyriakides, na próxima segunda-feira, 23 de Maio, em Bruxelas.

Luis Planas, que participou, a 20 e Maio, numa conferência sobre rotulagem nutricional e saudável do azeite na UE, organizada pelo Conselho Oleícola Internacional, em Madrid, manifestou a necessidade de que as propriedades saudáveis ​​dos azeites sejam reconhecidas na futura rotulagem nutricional da União Europeia, que será obrigatória e igual para todas as Estados-membros num futuro próximo, a fim de “transmitir ao consumidor todas as informações da forma mais clara e fiável possível”.

O ministro assegurou que a rotulagem nutricional harmonizada é “um debate necessário e absolutamente oportuno”, e indicou que, de acordo com os calendários, presumivelmente a proposta da Comissão Europeia será debatida durante a presidência rotativa espanhola, no segundo semestre de 2023.

Rotulagem nutricional com precisão

Planas salientou que é necessário garantir que a rotulagem nutricional seja feita com precisão, aproveitando todo o conhecimento acumulado, para transmitir as propriedades saudáveis ​​mais do que comprovadas deste alimento básico da Dieta Mediterrânica, declarado Património Cultural Imaterial da Humanidade.

Para o governante, “Espanha tem um interesse muito claro em divulgar os benefícios do azeite, assim como os outros grandes produtores da UE, como Itália, Grécia e Portugal”.

Por sua vez, o Conselho Oleícola Internacional refere que a estratégia “Do Prado ao Prato” lançada pela Comissão Europeia prevê a revisão das regras de rotulagem dos alimentos, incluindo a rotulagem das alegações nutricionais na frente das embalagens. A expectativa é de um projecto de lei até o final do ano.

“É, portanto, um bom momento para analisar os limites enfrentados pelos produtores e embaladores no quadro actual e responder aos desafios colocados aos azeites por determinados sistemas de rotulagem, como o Nutri-Score”, acrescenta o Conselho Oleícola Internacional.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

IFAP paga 119 M€ de apoios aos sectores agroflorestal e das pescas em Setembro

Partilhar              O Ministério da Agricultura e da Alimentação informa que, no final do mês de Setembro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.