Início / Agricultura / Pinus TV apresenta mais uma empresa da fileira do pinho: Madeca

Pinus TV apresenta mais uma empresa da fileira do pinho: Madeca

O novo episódio da Pinus TV, rubrica que reúne vídeos sobre as iniciativas do Centro Pinus — Associação para a Valorização da Floresta de Pinho e apresenta as empresas da fileira do pinho, dedica-se desta vez à Madeca — Madeiras de Caxarias.

Fundada em 1952 e com forte tradição familiar no fabrico de madeiras serradas, a Madeca é o associado do Centro Pinus protagonizado no segundo episódio da série do Pinus TV “Empresas da Fileira do Pinho”.

A reportagem com entrevista a João Verdasca, presidente do conselho de administração da Madeca, visitou a serração situada em Caxarias, a unidade de produção de paletes de Tomar e a de tratamento de casca de pinheiro-bravo em Alqueidão.

A empresa recorre sobretudo à compra de madeira em pé a mais de 100 fornecedores ou proprietários florestais. A Madeca detém 600 hectares de pinhal-bravo, preservando o investimento no património florestal iniciado há três gerações, refere uma nota de imprensa do Centro Pinus.

João Verdasca reforça que “a área de floresta de pinho existente em Portugal não serve as necessidades da indústria”, motivo pelo qual têm de recorrer à importação de madeira, sobretudo de Espanha.

Produção de paletes

A produção de paletes é a principal área de negócio desta empresa que emprega 160 pessoas, sobretudo mão-de-obra local. Em média, esta empresa da fileira do pinho produz cerca de 2 milhões de paletes por ano, sendo que cerca de metade é vendida nos mercados externos. Este produto depende da resistência mecânica e durabilidade da madeira de pinheiro-bravo. As paletes são indispensáveis na logística de todos os bens, adianta a mesma nota.

Complementarmente, a madeira serrada na Madeca é também comercializada para os sectores da construção civil, mobiliário e carpintaria. Dos vários processos de corte, resultam subprodutos como a estilha e o serrim que são encaminhados para outras empresas da Fileira onde são transformados em produtos de valor acrescentado pelas empresas de painéis e aglomerados de madeira e de produção de papel de embalagem Kraftliner.

“Este uso em cascata da madeira é representativo da complementaridade e interdependência que existe entre as diferentes empresas da fileira do pinho e a versatilidade de aplicações do lenho do pinheiro-bravo”, realça o Centro Pinus.

A casca é outro dos recursos do pinhal com interesse de mercado e valorizado pela Madeca. Depois de passar por processos de triagem e tratamento fitossanitário, este subproduto viaja para a Holanda onde é absorvido pelo mercado da floricultura. A casca de pinheiro é, ainda, empregue em biofiltros utilizados na depuração de águas e usada como cobertura orgânica ou mulching em jardins, com vantagens na conservação do solo e retenção de humidade. Actua também como barreira ao crescimento de ervas espontâneas.

Nota: o primeiro episódio da série do Pinus TV “Empresas da Fileira do Pinho” dedicou-se à DS Smith Paper Viana (ver aqui).

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Tem porcos? Declaração obrigatória de existências tem de ser feita até 31 de Agosto de 2024

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que no mês de Agosto de 2024, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.