Início / Empresas / Paulo Raimundo: “Governo está com uma grande fezada na sensibilidade social da grande distribuição”

Paulo Raimundo: “Governo está com uma grande fezada na sensibilidade social da grande distribuição”

“Afirma o Governo que está em negociação com a distribuição [para a aplicação de taxa de 0% em alguns produtos alimentares], é caso para dizer que o Governo está com uma grande fezada na sensibilidade social da grande distribuição. Uma fezada que não tem nenhuma sustentação na sua prática relativamente aos preços e muito menos no que toca aos salários dos seus trabalhadores”, garante o secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP), Paulo Raimundo.

“É esta gente que está a ganhar com a guerra e com as sanções, é esta gente não quer ouvir falar de paz”

O líder comunista, que falava hoje, 26 de Março, num almoço comemorativo do 102º aniversário do PCP, em Corroios, Seixal, salientou que “a medida que enfrenta a especulação, a medida que enfrenta os lucros obscenos, a medida que trava o aumento dos preços é o controle e a fixação de preços”.

E realçando que “Continente e Pingo Doce tiveram, por dia, 2 milhões de euros de lucro”, adiantou que “é esta gente que está a ganhar com a guerra [na Ucrânia] e com as sanções, é esta gente não quer ouvir falar de paz, pudera (…) É esta gente que se empenha fortemente e com os meios que tem para que a guerra continue e se prolongue. Gasolina no fogo, lucros nos cofres, para eles está tudo bem”.

 Para Paulo Raimundo, “PS, PSD, CDS, IL e Chega alinham-se em tudo o que é central e decisivo”, “uma orquestra que toca sempre a mesma melodia afinada pelo diapasão de uma pequeníssima minoria”. “Veja-se a especulação nos preços, para a qual alertamos há muito e que eles já não conseguem esconder. Veja-se as opções do PS, alinhadas com a matriz de PSD, Chega e IL, para enfrentar este problema. Passam olimpicamente ao lado dos lucros da grande distribuição, nem um cêntimo sequer se propõem ir buscar”.

Na sua intervenção, o líder comunista disse ainda que “sempre que estão em causa os interesses dos grupos económicos, sejam eles quais forem, entra em jogo essa aparentemente estranha aliança. Cada vez que que estão em causa os direitos e salários dos trabalhadores, vejam como se comporta essa aparentemente estranha aliança”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Boletins com Recomendações de Rega do Milho. Semana de 13 a 29 de Maio de 2024

Partilhar              A Anpromis — Associação dos Produtores de Milho e Sorgo de Portugal informa que estão …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.