Início / Agricultura / PAN quer Estado a pagar campanhas de informação para a promoção de uma alimentação vegan para “educar os cidadãos”

PAN quer Estado a pagar campanhas de informação para a promoção de uma alimentação vegan para “educar os cidadãos”

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Grupo Parlamentar do PAN – Pessoas – Animais – Natureza recomenda ao Governo a realização de “campanhas de informação para a promoção de uma alimentação de base vegetal“.

Diz o Projecto de Resolução 1210/XIV/2, da autoria dos deputados André Silva, Bebiana Cunha e Inês de Sousa Real, entregue na Assembleia da República, que torna-se “fundamental educar, capacitar e formar os cidadãos de modo a que estes disponham de ferramentas que permitam a adopção de uma dieta equilibrada e nutricionalmente completa”.

Para aqueles deputados, “é urgente que se perspectivem no curto e médio prazo, políticas e mudanças estruturais na forma como escolhemos os nossos padrões e comportamentos alimentares e como educamos as futuras gerações para a adopção de estilos alimentares mais saudáveis. Qualquer política pública, seja de âmbito nacional, seja de âmbito local, deve, pois, assentar na óptica da prevenção da doença e da promoção da saúde”.

Os deputados do PAN propõem assim ao Governo que “proceda à realização de campanhas de informação e promoção para uma alimentação de base vegetal, nos diferentes meios de comunicação, com periodicidade anual, com vista à prevenção da doença e promoção da saúde”.

E pedem ainda que o Governo “desenvolva campanhas específicas dirigidas a camadas específicas da população, como as crianças e jovens”, e que “assegure a elaboração e divulgação pública de estudos de impacto dessas campanhas na alteração e adopção de comportamentos alimentares dos portugueses e das portuguesas”.

Consumo de carne vermelha

Dizem aqueles deputados que “o elevado consumo de carne vermelha, o baixo consumo de cereais integrais e a elevada ingestão de sódio representam os três principais factores que contribuem para uma perda de anos de vida saudável”.

E que, paralelamente, “são estes mesmos factores que actuam de forma negativa e contribuem para casos de morte por doenças do aparelho circulatório, diabetes, doenças renais e neoplasias”.

Acrescentam André Silva, Bebiana Cunha e Inês de Sousa Real que a campanha “Comer melhor, uma receita para a  vida”, lançada em Novembro de 2019, tinha como propósito “ajudar os portugueses a comer melhor, nomeadamente através de três princípios: beber mais água (mas sem açúcar); aumentar o consumo de leguminosas (feijão, grão, ervilhas, lentilhas…); e aumentar o consumo de frutas e hortícolas”.

Pode ler o Projecto de Resolução 1210/XIV/2 completo aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Açores já têm formados os primeiros 18 auditores para o bem-estar animal na produção de leite e carne

Partilhar            A Região Autónoma dos Açores já tem formados os primeiros 18 auditores para o bem-estar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.