Início / Agricultura / Ovos contaminados comprados por empresa portuguesa nunca saíram da Bélgica

Ovos contaminados comprados por empresa portuguesa nunca saíram da Bélgica

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A ASAE – Autoridade de Segurança Alimentar e Económica constatou que, afinal, os ovos adquiridos e contaminados por fipronil por uma empresa portuguesa de construção civil, na Bélgica, em 19 de Agosto último, “não deram entrada em território português”, avança o ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos.

O fipronil é um insecticida para desinfecção de cães e gatos e não está autorizado para utilização em explorações pecuárias.

Os ovos em causa foram utilizados pela construtora no fornecimento de refeições aos seus trabalhadores que estão a executar obras fora do País.

Portugal continua, assim, a ser um dos três Estados-membros da União Europeia onde não foram introduzidos ovos contaminados no mercado.

Ontem, o inspector-geral da ASAE, Pedro Portugal Gaspar, já tinha dito à Lusa que “os ovos podem ter sido consumidos fora do território nacional”. O caso foi identificado como “transaccionado para empresa portuguesa”, mas “provavelmente, pela quantidade envolvida, será um cidadão ligado a uma empresa” que não terá comprado mais do que uma dúzia destes ovos”, acrescentava aquele responsável.

Ver também:

Governo pede à UE para sair da lista de ovos contaminados. Portugal não foi afectado

Ovos contaminados chegaram a 15 países da União Europeia. Portugal livre de fipronil

Ovos contaminados afectam cinco empresas francesas

DGAV garante que circuito nacional não recebeu ovos contaminados com fipronil

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

PAN defende apoio excepcional a particulares e autarquias para limpeza das florestas

Partilhar            O PAN – Pessoas-Animais-Natureza avançou com a apresentação de um projecto de Lei que visa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.