Início / Agenda / Ordem dos Engenheiros faz webinar sobre aproveitamento de resíduos de madeira para produção de bio-polímeros para tratamento de águas residuais

Ordem dos Engenheiros faz webinar sobre aproveitamento de resíduos de madeira para produção de bio-polímeros para tratamento de águas residuais

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Ordem dos Engenheiros promove, no próximo dia 3 de Junho, a partir das 15 horas, um webinar dedicado ao tema “Aproveitamento de resíduos de madeira para produção de bio-polímeros para tratamento de águas residuais”, que contará com Maria da Graça Rasteiro, Professora da Universidade de Coimbra, como oradora convidada e que será moderado por António Gonçalves da Silva, presidente do Conselho Nacional do Colégio de Engenharia Química e Biológica.

Este evento será transmitido através da plataforma Zoom. Após a sua inscrição, gratuita (aqui), receberá o link de acesso ao evento. As inscrições são limitadas e obrigatórias.

O tratamento primário das águas residuais em ETAR´s recorre tradicionalmente a sais coagulantes (em particular sais de alumínio) e polímeros floculantes sintéticos produzidos a partir de monómeros provenientes do petróleo e sempre não-biodegradáveis.

Economia circular

Numa perspectiva de economia circular e valorização de resíduos, o grupo de investigação do Centro de Investigação em Engenharia dos Processos Químicos e Produtos da Floresta, sob a coordenação de Graça Rasteiro, desenvolveu, com base num projecto Europeu, novos floculantes solúveis de base celulósica, partindo de resíduos de madeira de eucalipto, provenientes da indústria da pasta e papel, que foram posteriormente testados com sucesso no tratamento primário (floculação) de alguns efluentes reais.

A estratégia desenvolvida para produzir os bio-polímeros de base celulósica pode ser facilmente ajustada para produzir bio-polímeros de características diferentes, adaptados ao efluente a tratar. “Deste modo, não só estamos a valorizar um resíduo largamente abundante como estamos a substituir os aditivos tradicionais por outros de natureza biodegradável, que também provaram dar origem a lamas com menor teor de água”, afirma Maria da Graça Rasteiro.

Maria da Graça Rasteiro é Professora Associada com Agregação do Departamento de Engª Química da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) e Coordenadora do Grupo de Investigação em Tecnologias de Partículas, Polímeros e Biomateriais do Centro de Investigação em Engenharia dos Processos Químicos e dos Produtos da Floresta do mesmo departamento.

Membro Sénior da Ordem dos Engenheiros

É ainda Membro Sénior da Ordem dos Engenheiros e membro dos Grupos de Trabalho da EFCE (Federação Europeia de Engª Química) em “Particle Systems Characterization” e “Mechanics of Particulate Systems” em representação da Ordem dos Engenheiros. E é secretária da mesa da Assembleia Regional da Região Centro da Ordem dos Engenheiros.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Let’s Talk About Pork: União Europeia desmistifica mitos sobre a carne de porco

Partilhar            A Comissão Europeia acaba de lançar uma campanha de comunicação, a Let’s Talk About Pork …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.