Início / Agricultura / Oleiros alerta secretário de Estado da Agricultura para a destruição de culturas por animais selvagens

Oleiros alerta secretário de Estado da Agricultura para a destruição de culturas por animais selvagens

A inauguração da Feira do Pinhal de 2023, que se realizou de 3 a 6 de Agosto no Parque de Feiras e Mercados de Oleiros, contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, Gonçalo Rodrigues. E o presidente da autarquia, Miguel Marques, aproveitou a ocasião para reclamar medidas de coesão territorial, políticas que fomentem um maior aproveitamento da floresta e lembrou ao secretário de Estado da Agricultura o “flagelo” que é a destruição de culturas por animais selvagens.

“Os nossos pequenos agricultores vivem em constante angústia por verem, repetidamente, as suas culturas dizimadas por javalis, corsos, veados e cabras selvagens. Urge criar linhas de apoio para a instalação de cercas ou outros dispositivos como para o pagamento de indemnizações”, disse o presidente da Câmara Municipal de Oleiros ao secretário de Estado da Agricultura.

Segundo nota de imprensa da autarquia, Gonçalo Rodrigues “compreendeu as preocupações do autarca” de Oleiros. “Temos de ter uma clara aposta na tentativa de garantir que os jovens regressem às suas origens e ao sector agro-florestal”, sector para o qual pediu “maior agregação de produtores”. Seguiu-se uma visita a cada expositor, numa comitiva de convidados com dirigentes de organismos públicos, empresários e vários presidentes de Câmara da região.

Melhorar a ligação a Castelo Branco

Por outro lado, Miguel Marques recordou aquela que é uma das mais prementes necessidades do concelho de Oleiros: a requalificação na Estrada Municipal 238 até Foz do Giraldo para encurtar e melhorar a ligação a Castelo Branco.

Miguel Marques recordou projectos “previstos para breve, como a abertura do Centro Incubador de Empresas, o alargamento da zona industrial de Açude Pinto e a instalação de uma unidade de construção de painéis fotovoltaicos nas antigas instalações da serração do Roqueiro, no âmbito da hasta pública lançada pela Câmara Municipal”.

O presidente da Câmara de Oleiros apontou ainda o dedo a alguns problemas com que se depara aquela região do País, a começar pela redução demográfica. “Oleiros, no que diz respeito a políticas municipais de combate à perda demográfica, tem programas que passam pelo apoio ao nascimento e primeira infância à fixação de residência e educação”. Nesta vertente continuou Miguel Marques, “suportamos integralmente o valor de propinas aos estudantes com residência no concelho e que frequentam o Ensino Superior”.

Algumas destas medidas já começam a dar frutos com o aumento de número de inscritos no Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade, garante uma nota de imprensa da autarquia de Oleiros.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

XXVI Feira Nacional do Porco realiza-se de 16 a 18 de Maio no Montijo

Partilhar              A FPAS — Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores organiza, nos próximos dias 16, 17 …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.