Início / Agricultura / ObservaNatura 2018, certame dedicado ao turismo ornitológico, já arrancou

ObservaNatura 2018, certame dedicado ao turismo ornitológico, já arrancou

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A importância do turismo de natureza como factor de preservação ambiental foi destacada, esta tarde, de 28 de Setembro, na Herdade da Mourisca, em Setúbal, na abertura da ObservaNatura 2018, certame dedicado ao turismo ornitológico a decorrer até domingo.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Manuel Pisco Lopes, acredita que a ObservaNatura, organizada pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas/Reserva Natural do Estuário do Sado, pela Câmara Municipal de Setúbal e pelo Troia Natura, “é um instrumento importante para ajudar a autarquia a cumprir os objectivos de preservação ambiental e de melhoria da qualidade de vida das populações”.

O autarca sublinha, igualmente, que este evento é um “bom exemplo das relações familiares entre instituições”, no caso concreto, a cooperação entre a Câmara Municipal de Setúbal e o ICNF “com resultados à vista como a transformação da zona da Mourisca que até há alguns anos se encontrava abandonada”.

“Conjunto significativo de eventos”

Na sessão de abertura da ObservaNatura 2018, a secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia Ramos, sublinhou o “conjunto significativo de eventos” a decorrerem em três dias, em vários locais do concelho de Setúbal, num evento que, ao fim de dez edições, “já está consolidado e tem razões para celebrar”.

Actividades de observação de aves e de educação ambiental, uma feira, workshops, passeios de barco e desporto são destaques do certame com actividades centradas na Herdade da Mourisca, mas também na Casa da Baía de Setúbal, em Troia, no rio Sado e no Parque Urbano de Albarquel.

O alargamento das actividades a outros locais do concelho e a Troia é a novidade na edição deste ano “com o objectivo de abranger novos públicos e diversificar os ambientes em que decorrem as actividades”, vinca Célia Ferreira, da Troia Natura.

10.ª edição

O evento, realizado pelo décimo ano consecutivo, é dedicado ao turismo ornitológico, uma modalidade do turismo de natureza com destaque para a observação de todo o tipo de aves, de forma directa, com recurso a binóculos ou ainda através de telescópios de campo.

“O objectivo é dar visibilidade aos produtos turísticos que já existem nesta área e capitalizar o surgimento de novas actividades para potenciar a região e fomentar o crescimento deste segmento turístico”, explica Célia Ferreira.

Prémios Natural.PT 2018

No final da cerimónia de abertura da ObservaNatura 2018 foram entregues os prémios Natural.PT 2018, marca criada pelo ICNF para “valorizar e diferenciar o que de melhor se faz nas áreas protegidas de todo o País, em termos de produtos e serviços”, vinca o vice-presidente do conselho directivo do ICNF, Paulo Salsa.

O prémio Empresa de Animação Turística distinguiu a Naturthoughts, empresa que actua no Parque Natura Regional do Vale do Tua, e os prémios Alojamento e Restauração foram atribuídos, respectivamente, à Train Spot Guesthouse, localizada no Parque Natural de São Mamede, e à Taberna 2 Esquina, em Alcácer do Sal, em plena Reserva Natural do Estuário do Sado.

A loja de produtos regionais Sabores da Muralha venceu na categoria Espaços de Venda e o Mel de Rosmaninho Apícola Luís venceu o prémio Produtos Alimentares. Ambos são do Parque Natural do Douro Internacional.

No prémio Projecto, os vencedores foram a Naturthoughts, que desenvolve circuitos pelo Parque Natural Regional do Vale do Tua, e a Cerdeira – Turismo e Ambiente, empresa de promoção de actividades desportivas e de turismo de natureza no Parque Nacional Peneda Gerês.

Menção Honrosa ao projecto Cepo Verde

Nesta categoria foi atribuída uma Menção Honrosa ao projecto de cabanas rotativas do Cepo Verde – Turismo de Natureza Lda, localizado no Parque Natural de Montesinho.

A ObservaNatura 2018, a decorrer até domingo, inclui uma feira instalada na Herdade da Mourisca, junto do Moinho de Maré, com mais de três dezenas de expositores, entre os quais estão empresas de turismo de natureza e de material ótico, organizações não governamentais, editoras e turistas ornitológicos.

A feira, de entrada livre, funciona, hoje, até às 19h00, amanhã, entre as 10h00 e as 19h00, e no domingo, entre as 10h00 e as 18h00.

Flamingos, garças e colhereiros

A possibilidade de contemplação de aves do Estuário do Sado, como flamingos, garças e colhereiros, é um dos atractivos do evento, que dispõe de um posto fixo de observação junto do Moinho de Maré da Mourisca, com telescópios, binóculos e guias de campo.

A actividade neste espaço, denominada “De Olho nas Aves”, de participação gratuita, realiza-se amanhã e domingo, entre as 10h30 e as 12h30.

A observação de algumas das 265 espécies de aves do Estuário do Sado é também o objectivo de passeios de barco a realizar nos três dias do certame, com um custo de quinze euros para adultos e de cinco para jovens dos 11 aos 15 anos.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Limitação da circulação entre concelhos. Posso ir trabalhar? Os turistas podem circular? Saiba tudo aqui

Partilhar            O Governo determinou a limitação de circulação entre diferentes concelhos do território continental no período …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.