Início / Agricultura / O’baga quer reforçar internacionalização da marca de mirtilos e exportar mais 80%

O’baga quer reforçar internacionalização da marca de mirtilos e exportar mais 80%

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Quinta da Vinha do Vale, produtora de mirtilos em modo biológico, quer “a afirmação internacional da marca O’baga, a expansão dos produtos oferecidos, a expansão da empresa em novos mercados e o aumento da capacidade logística para estar bem preparado e competitivo no mercado internacional”, afirmou o responsável comercial da do departamento de importação e exportação empresa, Gonçalo Oliveira, ao site holandês FreshPlaza. A empresa quer aumentar a exportação em 80%.

A O’baga, situada em Viseu, começou a sua actividade em 2010 com o cultivo de mirtilos orgânicos, mas actualmente conta com muitos outros pequenos frutos, como amora, groselha, framboesa, goji, kiwi, pêra e fisalis. E exporta já para Espanha, Holanda, Bélgica, países nórdicos e Reino Unido.

Reforçar a exportação

“No ano passado vendemos 180 toneladas de mirtilos e outros pequenos frutos, produzidos em 100 hectares”, trabalhando a empresa com produtos da agricultura tradicional e biológica, acrescentou Gonçalo Oliveira.

“Aumentamos os volumes de produção das nossas próprias frutas, ano após ano, com o aumento da área cultivada, as plantações estão a entrar no ano de cruzeiro e, no futuro, pretendemos aumentar a exportação em 80% porque acreditamos na qualidade e valorização das nossas bagas nos mercados europeus”, salienta aquele responsável da O’baga.

Gonçalo Oliveira considera ser “importante ter grandes quantidades no mercado europeu para responder às necessidades dos clientes e reduzir o valor dos transportes, uma vez que o mirtilo português é um produto com excelente qualidade. A maior diferença, no entanto, é que o mirtilo português tem muito menos estratégia de promoção, temos a capacidade de cultivar um produto de qualidade, mas não temos ferramentas promocionais fora de Portugal, onde somos muito desconhecidos. Portugal ainda tem muito a fazer para divulgar seus frutos ao Mundo”.

O nascer de um projecto

A família detentora da Quinta da Vinha do Vale, com cerca de seis hectares, tinha “há muito a paixão pela agricultura”. Mas só um ha estava a ser aproveitado. Decidiram então em 2010 avançar para o aproveitamento total da Quinta. Foi um projecto desenvolvido por André e Diogo Oliveira, com ajuda de familiares e amigos, estando ligado à produção de mirtilos em modo de produção biológico.

Aqueles empreendedores apostaram num “produto de qualidade e biológico para uma melhor saúde dos nossos clientes como dos próprios produtores”. Em 2011 iniciaram o investimento culminado com o plantio dos arbustos em Fevereiro de 2012.

A Quinta situa-se em Povolide, Viseu, com uma área de 4,5 hectares de mirtilos em modo de produção biológico, no qual tem 3,5 hectares na Quinta da Vinha do Vale e 1 ha na Preza do Monte.

No ano 2013 iniciaram o processo de conversão para agricultura biológica que está a ser acompanhado pela empresa de certificação Sativa. E em 2015 iniciou-se o processo de certificação GlobalGAP e HACCP.

Ainda em 2015 arrancou o processo de comercialização dos frutos, criando uma marca própria, O´Baga, marca associada aos produtos de agricultura biológica certificados.

No ano passado, a O’baga avançou para a internacionalização e já em 2017 tornou-se numa empresa profissional de importação e exportação de fruta, consolidando o crescimento da marca O´baga.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 26 Julho a 1 Agosto 2021

Partilhar              Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas A cotação mais frequente de novilha, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.