Início / Agricultura / O vinho português continua a dar cartas lá fora e em valor

O vinho português continua a dar cartas lá fora e em valor

Artigo de opinião de Frederico Falcão, Presidente da ViniPortugal

Os primeiros sete meses do ano foram excelentes para as exportações dos vinhos portugueses. Verificou-se que de Janeiro a Julho de 2023 as exportações totais de vinho atingiram os 188,9 milhões de litros, 536 milhões de euros e um preço médio de 2,84 euros por litro. Quando comparado com o ano anterior, é possível verificar um crescimento das exportações em volume (+2,41%), em valor (+4,50%) e em preço médio (+2,05%).

Estes são números muito animadores para o sector e para os produtores portugueses que começam a ter cada vez mais reconhecimento nos mercados estrangeiros, o que se reflecte na procura e no consumo de vinho português.

O caminho que tem sido feito tem dado os frutos esperados e sabemos que o trabalho da ViniPortugal tem contribuído grandemente para este crescimento

Nestes dados devemos ainda destacar o crescimento das exportações para o Reino Unido (+54,84%), Brasil (+20,79%) e Angola (+18,52%), sendo que os países para onde os vinhos portugueses mais exportaram foram Estados Unidos, França, Reino Unido, Brasil e Alemanha.

Estes mercados têm sido aqueles em que os vinhos portugueses mais têm dado cartas, reunindo a preferência de muitos consumidores que já começam a conhecer a elevada qualidade dos nossos produtos vitivinícolas, cuja excelência começa a ser inquestionável.

O caminho que tem sido feito tem dado os frutos esperados e sabemos que o trabalho da ViniPortugal tem contribuído grandemente para este crescimento. A promoção de eventos nos diversos países do mundo, a presença em feiras de referência e o contacto com figuras reconhecidas desta área tem levado a este aumento sustentado das vendas a nível de volume e valor, com a valorização do preço por litro.

Este é um cenário que gostaríamos que se mantivesse por largos anos, com as vendas dos nossos produtores a crescerem e a conseguirem investir cada vez mais na produção de vinhos de altíssima qualidade.

Este crescimento também se verifica quando analisamos as exportações excluindo o vinho do Porto. Verificamos um crescimento em volume (+1,95%), em valor (+3,69%) e no preço médio (+1,71%) face a igual período do ano anterior.

As diferentes regiões vitivinícolas portuguesas têm estado no seu melhor, com terroirs com potencialidades enormes e que nos têm surpreendido positivamente nos últimos anos.

O nosso objectivo é oferecer sempre produtos únicos. Sabemos que o crescimento das exportações se vai manter, mas talvez a um ritmo não tão acentuado, muito devido problemas cambiais com alguns países ou novos impostos sobre os vinhos em outros. Ainda que seja expectável uma diminuição de importação em alguns países, estamos confiantes num crescimento total das exportações até final do ano.

Contudo, o trabalho da ViniPortugal vai continuar no sentido de promover o que de melhor se faz no sector dos vinhos, tentando minimizar ao máximo o impacto que factores externos possam ter na exportação dos nossos vinhos. Queremos continuar a mostrar que Portugal é sinónimo de excelência porque é fruto do trabalho de um sector cada vez mais profissional e mais unido.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Município do Seixal no TOP 3 da recolha de óleos alimentares usados de origem doméstica

Partilhar              O concelho do Seixal é um dos três concelhos do País, juntamente com os municípios …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.