Início / Agenda / Nuno Russo faz lançamento oficial do programa nacional contra a praga Trioza erytreae

Nuno Russo faz lançamento oficial do programa nacional contra a praga Trioza erytreae

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, participa, esta sexta-feira, dia 21 de Agosto, no lançamento do programa nacional contra a praga Trioza erytreae, em Coimbra.

Relembre-se que o programa experimental de luta biológica contra a praga de quarentena Trioza erytreae, com largadas experimentais de um insecto parasitoide específico, arrancou no final de Novembro de 2020.

O Trioza erytreae, além de provocar estragos directos consideráveis nos citrinos, é vector da doença, considerada como a mais grave a nível mundial para estas espécies vegetais, denominada Huanglongbing (Citrus greening ou psila dos citrinos) causada pela bactéria Candidatus liberibacter. Ainda não está presente no território europeu, mas o Governo pretende evitar a sua entrada.

Neste contexto, Nuno Russo estará amanhã a acompanhar, a partir das 15 horas, uma largada do insecto parasitóide Tamarixia dryi para controlo biológico da Trioza erytreae, na Quinta das Canas, Lages, Coimbra.

O secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural segue depois para Almeirim, onde estará presente na inauguração das instalações da Borrego Leonor e Irmão.

A praga

A Trioza erytreae, ou psila africana dos citrinos, é um insecto considerado de quarentena para os citrinos e outros hospedeiros, provocando estragos muito graves. A sua presença no espaço da União Europeia era até agora conhecida apenas na Ilha da Madeira e Canárias.

Este insecto, para além de provocar estragos directos, pode veicular uma doença muito grave dos citrinos denominada Huanglongbing (ou Citrus greening) causada por uma bactéria muito destrutiva Candidatus Liberibacter africanus.

No Grande Porto desde 2015

Em Dezembro de 2014, Espanha notificou a primeira detecção desta praga no seu território continental, na zona da Galiza, ocorrendo vários focos na zona de Pontevedra. Na sequência da notificação daqueles focos e dada a sua proximidade com o Norte de Portugal, foi levada a cabo uma vigilância suplementar particularmente dirigida àquela região, tendo sido detectada a presença deste insecto em citrinos isolados em jardins particulares na área do Grande Porto em Janeiro de 2015.

Mais Informação sobre Trioza erytreae aqui.

Agricultura e Mar Actual

Ver também:

Ministério da Agricultura inicia programa experimental de luta biológica contra a Trioza erytreae

Trioza erytreae: zona demarcada do insecto vector da psila dos citrinos actualizada

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Webinar. Portugueses e espanhóis juntam-se para debater a pecuária extensiva face aos novos desafios da PAC

Partilhar            A ACOS – Associação de Agricultores do Sul, em conjunto com a União dos Agrupamentos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.