Início / Agricultura / Nuno Russo: “desenvolvimento coeso e sustentável é uma prioridade este Governo”

Nuno Russo: “desenvolvimento coeso e sustentável é uma prioridade este Governo”

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, participou ontem, 17 de Dezembro, num jantar-conferência, em Tomar, organizado pela Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local, Minha Terra. Um encontro que junta anualmente dezenas técnicos e dirigentes de Grupos de Acção Local representativos de todo o território nacional, onde o membro do governo começou por destacar como “o LEADER tem vindo a revelar-se essencial para o desenvolvimento rural”, destacando ainda que “o desenvolvimento coeso e sustentável é uma prioridade deste governo, prioridade que está presente em cada um dos quatro grandes desafios traçados no nosso programa e que passam por dar resposta às alterações climáticas, pela garantia da transição para a sociedade digital, pelo combate às desigualdades e pela definição de estratégias que respondam às questões demográficas”.

“A estratégia de Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DBLC), que representa um reforço da abordagem LEADER com praticamente três décadas de funcionamento, é uma das ferramentas essenciais para garantir respostas eficazes aos quatro grandes desafios que enfrentamos”, avançou Nuno Russo.

Abordagem participada

Esta abordagem participada e a opção de implementação de Estratégias de Desenvolvimento Local plurifundos, com incorporação de prioridades muito concretas e significativas, “têm permitido financiar os grupos de acção local via Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020), Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER), Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e Fundo Social Europeu (FSE)”, afirmou.

Neste sentido, é de destacar o aumento significativo do nível de compromissos da implementação das Estratégias de Desenvolvimento Local, de 21%, em Novembro de 2018, para 44%, em Outubro 2019, prevendo-se ainda um crescimento a curto prazo, assim como o aumento dos níveis de execução. (eram 3% em Novembro de 2018 e 12% em Outubro de 2019).

“Importa, pois, encontrar, para o futuro período de programação de fundos comunitários, um modelo de governação que assegure a simplificação possível da implementação das políticas, que acompanhe e avalie os resultados a alcançar com a execução das estratégias de desenvolvimento local”, desafiou o Secretário de Estado todas e todos os técnicos e dirigentes Grupos de Acção Local (GAL).

Nuno Russo salientou a importância da agricultura para as zonas rurais e as oportunidades “para alavancar outras actividades económicas ligadas, nomeadamente, o turismo, a gastronomia com base nos produtos locais, o artesanato e a nossa cultura”, reforçando que tudo será feito para “implementar as políticas públicas que permitam obter os resultados que todas e todos aqui presentes pretendemos. Resultados que se resumem num país mais coeso e justo”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Organizações de produtores de pequenos frutos pedem ao Governo medidas para salvaguardar actividade e emprego

Partilhar            O isolamento social e a quarentena determinada pela pandemia de Covid-19 está a alterar os …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.