Início / Agricultura / Novos dados sobre a agricultura na UE. Produção agrícola portuguesa atinge valor recorde

Novos dados sobre a agricultura na UE. Produção agrícola portuguesa atinge valor recorde

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigo de opinião de Sara Sousa, marketeer na Agroop

Número de explorações em declínio na União Europeia, valor da produção portuguesa com valor recorde e aumento do investimento em capital agrícola. Estas são algumas das informações mais recentes sobre a agricultura europeia e portuguesa.

Os dados foram divulgados pela UE no documento “Agriculture, forestry and fishery statistics – 2019 Edition”.

Produção agrícola em Portugal: um novo recorde

O balanço da agricultura portuguesa nos últimos anos, pelo menos de acordo com os dados deste relatório, é misto.

Primeiro, as boas notícias: o valor produzido pela indústria agrícola aumentou ligeiramente (+0,7%) em 2018, alcançando um recorde de 7,7 mil milhões de euros. A maioria deste valor, 58%, foi gerado por produtos vegetais (cereais, hortofrutícolas, óleos, etc.).

Além disso, a produção de carne de vaca aumentou 3%, a de carne de porco 1,4% e a produção de leite subiu 1% – apesar de o número de vacas leiteiras ter decrescido 1,3%.

Entre as notícias menos boas, destaca-se a estagnação do rendimento dos factores agrícolas por unidade de trabalho – um indicador da produtividade do trabalho agrícola – desde 2011.

O relatório ressalva ainda as condições meteorológicas menos favoráveis para as culturas em 2018. Tal levou a “declínios notáveis” na produção de tomate (-23,9%), pêras (-20,2%), maçãs (-19,9%), azeitonas (-15,7%) e uvas (-10,5%). O resultado foi o aumento dos preços médios reais de muitas culturas (com a excepção notável das azeitonas, cujo preço caiu 34,5%).

Veja na infografia abaixo mais alguns dados sobre a agricultura portuguesa.

Novos dados sobre a agricultura na UE

Agricultura na UE: 59 mil milhões investidos, mas explorações em declínio

Em 2016 (os dados mais recentes), existiam 10,5 milhões de empresas de produção agrícola na UE. “Mas o número de explorações tem caído a pique desde há muitos anos,” lê-se no relatório.

Ainda assim, foram investidos 59 mil milhões de euros em capital agrícola em 2018 – mais 2,3 mil milhões do que em 2017.

No ano passado, a agricultura contribuiu para 1,1% do PIB da UE, um decréscimo de 0,1% face a 2017.

Leia também: O que está errado com a Política Agrícola Comum (e o que muda em 2021)

A maioria das explorações agrícolas da UE são, como em Portugal, familiares, pequenas (dois terços tinham menos de 5 hectares) e geridas por homens (71,5%) acima de 40 anos de idade – apenas 1 em cada 10 agricultores é jovem.

52,5% das explorações era, em 2016, especializada na produção de poucas culturas e cerca de 246 000 explorações tinham pelo menos uma parte com produção biológica.

No mesmo ano, trabalhavam no sector agrícola da UE 9,7 milhões de pessoas.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Vila Real de Santo António tem a primeira central fotovoltaica instalada nos portos de pesca nacionais

Partilhar            A Docapesca – Portos e Lotas concluiu a instalação de uma central fotovoltaica, que transforma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.