Início / Agricultura / Novos amendoais compensam parte das perdas dos tradicionais

Novos amendoais compensam parte das perdas dos tradicionais

Os amendoais tradicionais do Interior Norte foram bastante afectados por condições climatéricas desfavoráveis (a precipitação na plena floração dificultou a polinização entomófila), determinando reduções significativas na produtividade regional.

Estas quebras, diz o  Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Outubro de 2018, do Instituto Nacional de Estatística (INE), foram, no entanto, atenuadas pela entrada em produção de amendoais recentemente instalados no Alentejo, e que contribuíram para uma produção global a rondar as 14 mil toneladas, 34% superior à média dos último quinquénio e a segunda maior dos últimos 15 anos.

Pêssego: “uma das melhores da última década”

Em relação ao pêssego, as condições meteorológicas atípicas que atrasaram a maturação (cerca de três semanas face a um ano normal), conjugadas com a queda de granizo (Junho) e com as ondas de calor (Agosto), contribuíram para que não se verificasse o cenário inicialmente previsto de aumento de produção, avançado após uma excelente fase de floração/vingamento dos frutos.

“Ainda assim, a produção prevista (42 mil toneladas) será uma das melhores da última década”, dizem os técnicos do INE.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

IFAP paga 119 M€ de apoios aos sectores agroflorestal e das pescas em Setembro

Partilhar              O Ministério da Agricultura e da Alimentação informa que, no final do mês de Setembro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.