Início / Agricultura / Nova unidade de Tratamento Biológico no Ecoparque de Palmela vai produzir 8.500 tn/ano de correctivo orgânico agrícola

Nova unidade de Tratamento Biológico no Ecoparque de Palmela vai produzir 8.500 tn/ano de correctivo orgânico agrícola

A Amarsul recebeu a visita do secretário de Estado do Ambiente, Hugo Polido Pires, à nova unidade de Tratamento Biológico no Ecoparque de Palmela, actualmente em construção. Esta unidade representa um investimento significativo na região que passa a ter capacidade de tratamento para 50 mil toneladas de biorresíduos, oriundos da recolha selectiva dos Municípios, com uma produção estimada de 8.500 toneladas de composto, por ano, para utilização como correctivo orgânico de terrenos agrícolas.

O investimento nesta infra-estrutura, que é partilhada pela Amarsul e a Valorsul, faz parte da estratégia para o cumprimento das Metas Europeias de Reciclagem, “sobretudo para o desvio de resíduos orgânicos de aterro sanitário, melhorando o serviço prestado a população da Península de Setúbal”, refere uma nota de imprensa da Amarsul.

Para Luís Masiello, presidente do conselho de administração da Amarsul, “é, para nós, um enorme prazer receber a visita do Sr. Secretário de Estado Hugo Polido Pires, nas nossas instalações, e guiá-lo na Unidade de Tratamento Biológico. Esta unidade permite o tratamento de 50 mil toneladas de biorresíduos por ano que depois transformamos em composto, era um investimento absolutamente necessário para avançarmos nos compromissos assumidos pelo País. Este investimento trouxe-nos uma maior capacidade de servir os municípios envolventes e trabalhar para cumprir as metas europeias de reciclagem”.

O investimento na nova infra-estrutura será na ordem dos 17 milhões de euros, co-financiado pelo POSEUR. Está implantada numa área de 26.500 m2, e encontra-se em fase avançada de construção. Tem capacidade para receber 50 mil toneladas de resíduos orgânicos por ano, oriundos da recolha selectiva dos Municípios, com uma produção estimada de 8.500 toneladas de composto, por ano, para utilização como correctivo orgânico de terrenos agrícolas, refere a mesma nota.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Confagri lança série de 5 vídeos sobre “As Cooperativas e a Inovação na Agricultura”

Partilhar              A Confagri – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal quer …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.