Início / Agricultura / Nestum doa 400 colmeias a apicultores nacionais de territórios afectados pelos incêndios florestais

Nestum doa 400 colmeias a apicultores nacionais de territórios afectados pelos incêndios florestais

A Nestum vai doar 400 colmeias a apicultores nacionais, no âmbito da campanha “Juntos Pelas Abelhas”. O principal objectivo é o repovoamento, com novas abelhas, dos territórios afectados pelos incêndios florestais e a sensibilização para os cuidados a ter com este insecto, de importância fulcral para a biodiversidade.

“Se as abelhas desaparecerem da face da Terra, a Humanidade terá apenas quatro anos de vida. Sem abelhas não há polinização, não há reprodução da flora, sem flora não há animais, sem animais, não haverá raça humana”. Esta frase de Albert Einstein representa um alerta para a importância que as abelhas assumem na manutenção dos ecossistemas e para a sustentabilidade da cadeia alimentar, sendo esta uma espécie que urge proteger, refere uma nota de imprensa da Nestum.

Em Portugal, os graves incêndios florestais que afectaram extensas áreas do território nos últimos anos destruíram também centenas de colmeias e deixaram outras tantas sem o alimento fundamental ao seu desenvolvimento – as plantas melíferas.

E foi precisamente para apoiar a reposição deste efectivo e os seus habitats que a Nestum se aliou aos apicultores nacionais, celebrando com as duas principais federações que os representam – FNAP (Federação Nacional dos Apicultores de Portugal) e Fenapicola (Federação Nacional de Cooperativas Apícolas e de Produtores de Mel) – um protocolo de colaboração para o desenvolvimento da campanha “Juntos Pelas Abelhas”, através da qual Nestum vai doar 400 núcleos de abelhas-rainha, que, uma vez colocados no seu habitat natural e tendo alimento em abundância, terão a capacidade de se reproduzir, dando origem a novas colmeias num curto espaço de tempo.

Esta campanha visa ainda sensibilizar toda a sociedade para a extrema importância de cuidar das abelhas, protegê-las e ao seu habitat e, sobretudo, proporcionar-lhes alimento em abundância através do simples gesto de plantar flores melíferas, acrescenta a mesma nota.

Selecção 61 apicultores

Os apicultores elegíveis para esta oferta foram apurados por um concurso que decorreu durante o mês de Abril, seguindo os critérios definidos pela Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), a entidade que tutela o sector. Foram assim seleccionados 61 apicultores cujos apiários se localizam em regiões afectadas por catástrofes e calamidades naturais registadas em 2020. Com esta iniciativa Nestum #está a contribuir para a reposição da população de abelhas nessas regiões, promovendo também a valorização do mel e dos produtos apícolas nacionais”.

“Ajudar à reposição do efectivo de abelhas em Portugal e devolver com celeridade as condições necessárias para que estas voltem a ter o seu habitat natural foi o pressuposto desta parceria entre Nestum e as duas principais federações apícolas nacionais”, refere Luis Ferreira Pinto, director da categoria de dairy para a Nestlé Zona EMENA (Europa, Médio Oriente e Norte de África).

“Sabemos o papel crucial que as abelhas têm ao serem responsáveis pela polinização e, consequentemente pela produção de mel e de 70% das frutas, vegetais, sementes e outros produtos que chegam diariamente às nossas casas”, refere ainda aquele responsável, acrescentando que “para Nestum o mel é um ingrediente fundamental e é também por isso uma questão de responsabilidade social esta partilha de valor que fazemos com este sector. Contribuir para o bem-estar desta espécie, é um marco importantíssimo na história de mais de 60 anos de Nestum”.

Conforme explica Susana Pombo, Directora-geral da DGAV, “os benefícios para a apicultura da campanha “Juntos pelas Abelhas” enquadram-se na visão colaborativa da DGAV em relação ao sector apícola, pelo que foi prestado todo o apoio técnico requerido pela Nestlé para assegurar o sucesso desta campanha”.

A Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária, como Autoridade Sanitária Veterinária Nacional, é responsável pela regulamentação da actividade apícola e das normas sanitárias para defesa contra as doenças das abelhas, mediante estratégias específicas e planos de controlo oficiais. A DGAV tem sempre colaborado com outras entidades institucionais e com as entidades representativas do sector, em várias acções, planos e programas, que visam salvaguardar e apoiar a apicultura nacional.

A entrega dos 400 núcleos de abelhas rainha, oferecidos por Nestum, será agora realizada pelas federações apícolas – Fenapicola e FNAP – aos apicultores seus associados e que, de acordo com a indicação da DGAV, foram elegíveis para esta contribuição.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Crédito Agrícola aposta na descentralização e proximidade com concelho da Póvoa de Varzim

Partilhar              A Caixa de Crédito Agrícola reabriu a sua agência de Balasar, concelho de Póvoa de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.