Início / Agricultura / NERA explica novas regras da contratação pública com PRR e Portugal 2030

NERA explica novas regras da contratação pública com PRR e Portugal 2030

O NERA — Associação Empresarial da Região do Algarve, em parceria com a PRA – Raposo, Sá Miranda & Associados, Sociedade Advogados, vai realizar no próximo dia 29 de Setembro de 2022, pelas 14h30m, no seu Auditório, um Seminário subordinado ao tema “O Plano de Recuperação e Resiliência e o P2030 – Novas Regras da Contratação Pública”.

Este Seminário terá como objectivo expor os principais programas de investimento e as regras de acesso e execução dos fundos que as candidaturas devem cumprir. Destina-se a empresários, entidades adjudicantes e demais interessados.

O evento será conduzido por Pedro Raposo, David Coelho, Carla Madeira Papa e Cláudia Camacho.

Os Fundos Europeus Estruturais de Investimento (FEEI) são uma componente essencial do funcionamento e do financiamento da economia portuguesa. Actualmente vivemos um momento de transição entre programas com o termo do Portugal 2020, a execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e o início do Portugal 2030. O Acordo de Parceria que materializa o Portugal 2030 prevê a aplicação, entre 2021 e 2027, do montante global de 23 mil milhões de euros.

A participação neste Seminário tem um custo de 15€ para associados NERA e de 25€ para não associados. Neste sentido, a inscrição deverá ser efectuada até ao próximo dia 27 de Setembro de 2022, através do preenchimento e submissão do formulário disponível online, aqui.

Pode consultar o programa aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Presidente da Confagri: “é urgente que Governo diga se vai revogar passagem das DRAP para as CCDR”

Partilhar              O presidente da Confagri – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas, Idalino Leão, já esteve reunido …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.