Início / Agricultura / NEC e Kagome fornecem serviços de inteligência artificial para melhorar produção de tomate

NEC e Kagome fornecem serviços de inteligência artificial para melhorar produção de tomate

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A NEC Corporation acaba de anunciar a conclusão de um acordo de parceria estratégica com a Kagome que tem como objectivo lançar serviços de apoio à gestão agrícola para as principais empresas de transformação de tomate através da utilização da tecnologia de inteligência artificial (IA).

O novo serviço tira partido da plataforma TIC da NEC com capacidade de IA para a agricultura – CropScope – para visualizar o crescimento do tomate e as condições do solo com base em dados de sensores e imagens de satélite, e para fornecer serviços de recomendação de gestão agrícola.

Esta capacidade de IA permite ao serviço fornecer informações sobre o melhor momento e as quantidades óptimas de rega e fertilização para o cultivo de colheitas saudáveis. Como resultado, as explorações agrícolas são capazes de alcançar rendimentos estáveis e custos de cultivo mais baixos, ao mesmo tempo que praticam uma agricultura ambientalmente sustentável sem depender exclusivamente da competência técnica de cada agricultor.

Melhoria da produtividade

Ao utilizar este serviço, as principais empresas transformadoras de tomate podem obter um entendimento global das condições de cultivo mais eficazes para a produção de tomate nas suas próprias explorações, bem como nas dos seus produtores contratados. Além disso, podem gerir de forma optimizada os momentos de colheita em todos os campos com base em dados objectivos, o que ajuda a reduzir a perda de rendimento e a melhorar a produtividade.

Prevê-se que o mercado da produção de tomate continue a expandir-se de acordo com o crescimento demográfico e económico, em especial nos países emergentes. No entanto, é necessário que a cultura sustentável do tomate supere uma série de desafios, tais como a diminuição do número de produtores e as questões ambientais, refere uma nota de imprensa das duas empresas.

Juntos desde 2015

A NEC e a Kagome começaram a colaborar na área da agricultura em 2015 e, em 2019, já tinham realizado demonstrações em diversas regiões, incluindo Portugal, Austrália e Estados Unidos. No ano 2019, uma experiência com recurso à utilização de IA na gestão agrícola, demonstrou que a quantidade de fertilizante utilizada no campo experimental foi cerca de 20% inferior à quantidade média usada em geral, produzindo 127 toneladas de tomate por hectare, o que é aproximadamente 1,3 vezes superior à média dos produtores portugueses, e quase o mesmo que o alcançado pelos produtores mais qualificados.

Com o objectivo de comercializar este serviço, a Kagome criou, este ano, uma Divisão de Agricultura Inteligente, numa primeira fase dirigida a clientes na Europa, e posteriormente com o objectivo de expandir o negócio para mercados de todo o mundo. Enquanto mercado promissor em termos de futuro, estão previstos para 2020 serviços experimentais de produção de tomate no Japão.

Agricultura sustentável

“Desde 2015 que a Kagome tem vindo a desenvolver, em colaboração com a NEC, tecnologias de apoio à gestão agrícola utilizando dados massivos, com o objectivo de realizar uma gestão agrícola que respeite o ambiente e seja altamente rentável no cultivo de tomate para transformação alimentar numa base global”, afirmou Kengo Nakata, director-geral da Divisão de Agricultura Inteligente. “Ao combinar o know-how agrícola da Kagome com a tecnologia de IA da NEC, vamos conseguir alcançar uma agricultura sustentável”, acrescentou.

“Para a NEC é uma enorme satisfação a assinatura deste acordo de parceria estratégica com a Kagome, e o lançamento conjunto deste serviço de apoio à gestão agrícola com recurso à IA, direccionado para a indústria da transformação do tomate”, reforçou Masamitsu Kitase, director-geral da Divisão de Desenvolvimento de Negócio.

“Ao acelerar a digitalização da agricultura, a NEC pretende contribuir para uma agricultura sustentável que possa responder de forma flexível às questões sociais globais em matéria de alterações climáticas e segurança alimentar”, acrescentou.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Comercialização de banana da Madeira cresce 23,2% nos primeiros 4 meses de 2020

Partilhar            A Região Autónoma da Madeira comercializadas 5.146,4 toneladas de banana no primeiro quadrimestre de 2020, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.