Início / Featured / Navios de cruzeiro estão de regresso ao Porto de Leixões

Navios de cruzeiro estão de regresso ao Porto de Leixões

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Porto de Leixões congratula-se com o levantamento das restrições impostas aos navios de cruzeiro e que torna possível a operação nos portos do território nacional, a partir de ontem, 17 de Maio de 2021.

Após mais de um ano sem poder receber navios de cruzeiro, o Porto de Leixões “encontra-se já preparado para a retoma da actividade que espera intensa nos próximos anos, em articulação com as autoridades de saúde por forma a cumprir e fazer cumprir todas as normas de higiene e segurança impostas pela situação epidemiológica que ainda vivemos”.

Explica a Administração do Porto de Leixões que o Despacho conjunto dos ministérios da Defesa, Administração Interna, Saúde e Infra-estruturas prevê que, a partir das 00:00 horas desta segunda-feira, 17 de Maio e até às 23:59 horas de 30 de Maio, é permitido o embarque, desembarque e licenças para terra de passageiros e tripulações dos navios de cruzeiro em portos localizados em território nacional continental.

Comprovativo de realização de teste

Para os passageiros beneficiarem desta medida, é necessária a apresentação de comprovativo de realização de teste molecular por RT-PCR, com resultado negativo, realizado nas 72 horas anteriores à hora do embarque ou desembarque. Esta exigência não é aplicável a crianças com menos de 24 meses de idade.

Este Despacho prevê excepções para países que registem uma taxa de incidência igual ou superior a 500 casos de covid-19 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, como é o caso da Suécia, Países Baixos, Croácia, Lituânia, África do Sul, Brasil e Índia.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Verdes recomendam ao Governo “total interdição de pesca” de tubarões e raias

Partilhar              O Grupo Parlamentar de Os Verdes recomenda ao Governo que “crie uma equipa para elaborar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.