Início / Featured / Navio da Marinha auxilia no resgate de tripulante de navio de pesca português

Navio da Marinha auxilia no resgate de tripulante de navio de pesca português

O NRP António Enes, em missão nos Açores, resgatou, durante o dia de ontem, 28 de Maio, um tripulante de nacionalidade portuguesa e com 60 anos de idade, que se encontrava a bordo da embarcação de pesca “Água Santas”, de bandeira portuguesa, a navegar a 302 milhas náuticas (559 km) a Oeste da Ilha das Flores.

Explica a Marinha que o tripulante apresentava sintomas de vertigens, tonturas e cefaleias, necessitando de cuidados médicos em unidade hospitalar, tendo sido necessário proceder ao seu resgate.

A operação de resgate foi coordenado pelo Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada), em articulação com o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento das Lajes (RCC Lajes), o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU-MAR), o Serviço Regional de Protecção Civil e os Bombeiros dos Açores (SRPCBA), desde as 17 horas (locais) do dia 27 de Maio.

A operação de resgate envolveu vários meios, tendo numa fase inicial o NRP António Enes sido empenhado, o qual se dirigiu prontamente para a Ilha das Flores. A vítima desembarcou no Porto das Lajes das Flores, às 4h40 (horas locais) de hoje, dia 29 de Maio, local onde se encontrava uma ambulância do SRPCBA, que levou a vítima para o Aeroporto das Flores, onde aguardava uma aeronave EH-101 da Força Aérea Portuguesa (FAP) que procedeu ao seu transporte até à ilha Terceira.

A aeronave EH-101 aterrou na Base Aérea das Lajes às 6h50 (horas locais) do dia 29 de Maio, tendo o paciente sido transferido para o Hospital de Santo Espírito, na Ilha Terceira.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Zero organiza VI Escola de Verão em Sustentabilidade

Partilhar              A Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável, em parceria com o Observa/ICS-ULisboa e a APREN …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.