Início / Agricultura / Naïo Technologies cria robot para eliminar ervas daninhas na horticultura

Naïo Technologies cria robot para eliminar ervas daninhas na horticultura

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A francesa Naïo Technologies está a desenvolver o “primeiro limpador mecânico de ervas danhinhas” para a horticultura. O robot chama-se Dino e já tem quatro compradores à espera. Com esta tecnologia, a empresa diz ser possível diminuir a quantidade de químicos na agricultura. A máquina vai começar por limpar culturas de alfaces.

O robot está ainda a ser desenvolvido, mas as vendas já começaram. “Este ano, a Naïo Technologies venderá 10 robots Dino, como parte das suas alianças com diferentes agentes agrícolas de França e Dinamarca. A alface é a primeira cultura da nossa lista para este ano. Também se levarão a cabo provas em outros tipos de hortaliças, assim como em culturas extensivas”, explica Lionel Montchalin, gerente de produto da empresa francesa.

O robot Dino foi desenvolvido de acordo com os mesmos princípios do robot Oz, mas foi adaptado para satisfazer as necessidades de explorações maiores e para limpar fileiras de produção em maior escala. O Dino “elimina as ervas daninhas, mecanicamente, de fileiras de hortaliças para reduzir o uso de produtos químicos, aumentar a produtividade da produção e permitir ao produtor servir hortaliças de alta qualidade aos consumidores”, realça um comunicado da Naïo Technologies.

Com GPS

A máquina guia-se de forma autónoma pelas parcelas de hortaliças graças ao seu sistema GPS RTK. Ainda assim, está equipado com uma série de câmaras que detectam as fileiras de alfaces e guiam com precisão as ferramentas de limpeza do robot, o mais perto possível das culturas.

Agricultura e Mar Actual

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Let’s Talk About Pork: União Europeia desmistifica mitos sobre a carne de porco

Partilhar            A Comissão Europeia acaba de lançar uma campanha de comunicação, a Let’s Talk About Pork …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.