Início / Agricultura / Naïo e CAMSO fazem parceria em I+D para ajudar agricultores a enfrentarem desafios da protecção do solo

Naïo e CAMSO fazem parceria em I+D para ajudar agricultores a enfrentarem desafios da protecção do solo

A Naïo Technologies, líder em robótica agrícola, e a CAMSO, especializada em lagartas de borracha e sistemas de lagartas, anunciam uma parceria em Investigação e Desenvolvimento (I+D) para oferecer aos agricultores e viticultores novas ferramentas de trabalho que contribuam para melhorar a produtividade, e para a redução do impacto ambiental.

“A parceria entre a CAMSO e a Naïo, iniciada há mais de um ano, deu grandes resultados durante as primeiras etapas. Agora, estamos a colocar em marcha uma segunda fase, com vários anos de duração, que inclui testes técnicos em fábrica, e ensaios no terreno com os produtores”, explica Gaetan Severac, co-fundador da Naïo Technologies.

“Através desta parceria, a CAMSO procura desafios técnicos e inovação. Queremos comungar os nossos conhecimentos, e partilhar com a Naïo a nossa experiência nos processos de ensaio, e, sobretudo, no respeito pelos solos”, acrescenta Caroline Schoenhenz, responsável da equipa produtos agrícolas do grupo Michelin.

O objectivo deste trabalho é adaptar as lagartas da maquinaria agrícola para conseguir maior flutuação, e uma acessibilidade e uma flexibilidade superiores no campo, reduzindo, ao mesmo tempo, as emissões de carbono, refere uma nota de imprensa conjunta das duas empresas.

Lagartas accionadas electricamente

As equipas de I+D da Naïo e da CAMSO avançaram juntas num projecto de lagartas accionadas electricamente. A Naïo aporta a sua experiência em tecnologias de Autonomia Aumentada (agricultura de precisão, segurança de cultivos e pessoas, conectividade), dentro de um marco legal certificado.

Por seu turno, a CAMSO aporta o seu conhecimento em materiais, para oferecer produtos de alta performance especificamente concebidos para responder às exigências do sector agrícola. As tecnologias CAMSO, desenvolvidas no âmbito desta parceria, poderão ser implantadas, a médio prazo, nos robôs autónomos da Naïo Technologies, assim como em outras máquinas agrícolas.

Independentemente do sistema de produção, as práticas agrícolas evoluem no sentido de uma menor utilização de produtos herbicidas. Aumentar o número e a frequência das passagens é uma prioridade para os produtores, que desejam reduzir, na medida do possível, o impacto dos elementos de rolamento sobre o solo; sem esquecer os inúmeros riscos meteorológicos, que podem impedir os tractores pesados com alfaias de trabalhar nos campos.

“A Naïo Technologies sempre apostou em robôs com o menor peso a seco possível, e deseja ir ainda mais longe para reduzir a compactação em cada passagem”, refere a mesma nota.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Armadilhas do Município de Montalegre já capturaram 14.801 vespas asiáticas em 2024

Partilhar              A Câmara Municipal de Montalegre tem em curso, desde inícios de Março, a nova campanha …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.