Início / Empresas / Municípios de Viana do Castelo e Esposende unidos na limpeza e valorização do Rio Neiva

Municípios de Viana do Castelo e Esposende unidos na limpeza e valorização do Rio Neiva

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os Municípios de Viana do Castelo e Esposende assinaram ontem, 26 de Abril, um protocolo de parceria para a “Limpeza e Valorização do Rio Neiva”, que consideram ser “um activo da maior relevância”. O projecto será apresentado aos novos instrumentos financeiros mediante uma candidatura ao próximo quadro comunitário de apoio.

No protocolo, assinado pelo presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, e pelo presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, é referido que o Rio Neiva “constitui um recurso natural com imenso potencial turístico e desportivo para os concelhos de Esposende e Viana do Castelo, sendo de primordial importância que estas duas entidades unam esforços para permitir que sejam alcançadas sinergias nesta matéria”.

Na sessão de assinatura do protocolo estiveram presentes o vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente, representantes da Direcção Regional de Ambiente e Ordenamento do Território (DRAOT) Norte e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), bem como os presidentes de Junta de Freguesia.

Potenciar o turismo

O documento visa potenciar actividades de recreio, culturais e turísticas “com vista a promover, simultaneamente, mas de forma sustentável, o desenvolvimento económico e o bem-estar as populações”.

Neste contexto, o aprofundamento do conhecimento dos recursos em presença nesse território comum, sobretudo os recursos naturais, reveste-se de especial relevo. Surge, pois, a elaboração do “Projecto de Limpeza e Valorização do Rio Neiva”, da autoria do professor Pedro Teiga, um estudo que envolve o diagnóstico deste recurso natural de elevada riqueza, contemplando, nomeadamente, a caracterização geral da área envolvente do rio, a identificação e caracterização do património edificado existente ao longo da margem, a identificação e caracterização da fauna e da flora, com particular ênfase na marcação dos locais onde se detecte a presença de espécies invasoras.

Além do diagnóstico, constituem grandes eixos do projecto, numa fase subsequente, a naturalização dos percursos pedestres ao longo do rio, a limpeza e erradicação de invasoras, a estabilização de troços da margem do rio com recurso a técnicas de engenharia natural, a implementação de medidas que visem o usufruto sustentável dos espaços e o envolvimento da comunidade em todo o processo como forma de sensibilização e educação para a valorização do Rio Neiva.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Comissão Europeia: “os agricultores biológicos auferem rendimentos mais elevados e são mais resilientes”

Partilhar              “A produção biológica traz uma série de vantagens importantes: os campos com culturas biológicas apresentam …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.