Início / Agricultura / Município de Pombal quer criar Escola Superior Agro-industrial e Florestal

Município de Pombal quer criar Escola Superior Agro-industrial e Florestal

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente da Câmara Municipal de Pombal, Diogo Mateus, anunciou a intenção política do Município em avançar com a realização de uma estudo para a criação da Escola Superior de Ciências Agro-Industriais e Florestais em Pombal, procurando integrá-la no âmbito do Instituto Politécnico de Leiria.

Para Diogo Mateus, “hoje, mais do que nunca, importa desenvolver a promoção das inúmeras oportunidades que a floresta potencia e que, em muitos casos, são ignoradas, esquecidas ou de difícil implementação”, avança fonte institucional da autarquia.

II Feira Nacional da Floresta

O anúncio foi feito no âmbito da abertura oficial da II Feira Nacional da Floresta, onde Diogo Mateus reforçou a disponibilidade do Município para contribuir para o futuro da Floresta, assumindo o “empenho para contribuir para o desenvolvimento do sector florestal no nosso país, assumindo cada vez mais esse objectivo de promover a defesa da Floresta, não só pelo património em si, mas pelo contributo que esta dá ao nosso país a à nossa economia”.

Modelos de desenvolvimento local

Para o presidente da câmara, a criação daquela escola assume-se como “um projecto que define novas abordagens para os modelos de desenvolvimento local, adequados às novas condições e exigências individuais do território e dos mercados internacionais”.

Um projecto que, segundo Diogo Mateus, se assume “verdadeiramente como um projecto moderno, versátil, aberto a alunos de todo o mundo, exigente, jovem, ambicioso e com uma participação activa das empresas e dos investidores agro-industriais e florestais, da industria da madeira, resina e investigação”.

A criação de uma escola superior ligada às ciências agro-industriais e florestais pretenderá formar agentes, ao mesmo tempo que assegurará assistência técnica, ultrapassando novos desafios e promover modelos de negócio baseados na floresta, o que, na opinião de Diogo Mateus, “constituem um importante desígnio nacional, que cada território procurará desenvolver com os recursos, parcerias e convergência possíveis”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Em tempo de Covid-19, INE avança com Recenseamento Agrícola por telefone

Partilhar            O Instituto Nacional de Estatística (INE), na sequência da suspensão das entrevistas, até ao final …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.