Início / Featured / Movimento de mercadorias do Porto de Aveiro cai 9% no 1º trimestre

Movimento de mercadorias do Porto de Aveiro cai 9% no 1º trimestre

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O movimento de mercadorias no Porto de Aveiro cifrou-se em 1.030.343 toneladas, no primeiro trimestre de 2016, o que denota um decréscimo de 9% em relação ao mesmo trimestre de 2015, o qual estabelecera um novo máximo para este período, no que diz respeito ao tráfego de mercadorias.

As importações constituíram o principal fluxo de mercadorias do Porto, com 63% do tráfego global, num total de 648.014 toneladas, crescendo 29% em relação a 2015. As exportações atingiram as 382.329 toneladas, representando 37% do movimento do Porto. O aumento das importações não foi suficiente para compensar a quebra nas exportações, que decorreu, fundamentalmente, do decréscimo da movimentação de cimento, a granel ou em pacotão.

Destaque para o crescimento registado na movimentação de granéis líquidos que, num total de 304.849 toneladas movimentadas (30% do total movimentado), apresentou um crescimento de 42% em comparação com o mesmo período de 2015, com as importações deste tipo de mercadorias a subirem 64% face ao período referido.

Apesar de se registar um crescimento de 32% na importação, no segmento dos granéis sólidos a movimentação total foi 446.670 toneladas (43% do tráfego total do Porto), o que significa um decréscimo de 16% face a 2015.

No que reporta à carga geral fraccionada, o Porto de Aveiro movimentou neste período 278.743 toneladas, o que representa 27% do seu movimento total de mercadorias, colocando este tipo de carga a decrescer 27% em relação a período homólogo de 2015.

Navios também em queda

O número de navios que escalou o Porto de Aveiro neste primeiro trimestre de 2016 foi de 226, o que representa um decréscimo nas escalas em 10% em relação a 2015; o total da arqueação bruta chegou a 1.110.229, crescendo 1% em relação a 2015. De salientar um crescimento de 13% e 3%, respectivamente na arqueação bruta média e no comprimento médio das embarcações que demandaram o Porto neste primeiro trimestre de 2016, atingindo nestes factores valores máximos para o Porto.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Cuidado com a queima de sobrantes florestais. GNR identifica homem de 78 anos por incêndio em Vila Real

Partilhar              O Comando Territorial de Vila Real da Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Núcleo de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.