Início / Agricultura / Movimento Mais Porto Santo: Governo Regional “não quer saber dos agricultores”

Movimento Mais Porto Santo: Governo Regional “não quer saber dos agricultores”

O movimento de independentes Mais Porto Santo afirma “uma vez mais o comportamento abusivo e desonesto do Governo Regional [da Madeira] em relação ao Porto Santo, na questão dos transportes de mercadorias”.

“Um ano depois está provado que o avião cargueiro é mais uma aposta falhada do Governo Regional, uma vez que a taxa de ocupação continua muito abaixo das projecções do consórcio. Para tentar escoar produtos regionais para a capital portuguesa, o Executivo madeirense gasta mensalmente 50 mil euros, verba que considera deveria ser paga pelo Governo da República, ao abrigo da continuidade territorial”, refere um comunicado do movimento.

E acrescenta: “Uma exigência que entendemos como sendo justa, ainda que não aceitemos que o Governo Regional insista em ter um comportamento em relação aos porto-santenses idêntico àquele que a República tem com a nossa Região Autónoma”.

Baixar o custo do transporte de mercadorias

Se o “Governo PSD estivesse mesmo preocupado com a subsistência e sobrevivência dos porto-santenses já teria baixado o custo do transporte de mercadorias entre a Madeira e o Porto Santo, que continua a ser um absurdo e uma vergonha, e lutado para reduzir as taxas aeroportuárias”, denuncia o vereador do movimento de cidadãos independentes, José António Castro, que reitera a necessidade dos porto-santenses dizerem basta.

“Andamos a reboque e à mercê dos partidos do bloco central, do PSD na Madeira, e do PS, com apoio vergonhoso da geringonça, no continente português, de partidos que não querem saber do Porto Santo para nada”, salienta José António Castro.

Preocupação com os agricultores

Para aquele responsável “insistem em operações de charme, dizem-se preocupados mas, na realidade, nada fazem para melhorar a qualidade de vida dos porto-santenses, nomeadamente dos nossos agricultores, que mesmo sem apoios continuam a fornecer os melhores produtos do mercado regional, como é o caso do bolo do caco, tomate, batata doce, cebola melancia, melão, uvas, entre tantos outros”.

“Se houvesse o devido escoamento e apoio certamente que os nossos agricultores produziriam muito mais. Mas não é esse o entendimento deste triste e desolador Governo Regional, da vereação social-democrata na Câmara Municipal do Porto Santo e da fraca e ausente oposição socialista”, acusa o Mais Porto Santo.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 more

Verifique também

Produtores de leite da Póvoa de Varzim em risco de falência pedem para serem pagos ao preço mínimo de 38 cêntimos/litro

Partilhar             more  Caso não exista um aumento do preço do leite a breve prazo, toda a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.