Início / Agricultura / Ministros de Agricultura da UE reúnem-se para avaliar mercados agrícolas em situação de guerra na Ucrânia

Ministros de Agricultura da UE reúnem-se para avaliar mercados agrícolas em situação de guerra na Ucrânia

Os ministros de Agricultura da União Europeia (UE) reúnem-se amanhã, 2 de Março, por videoconferência, para avaliar a situação dos mercados agrícolas devido à guerra na Ucrânia.

A invasão da Ucrânia “corre o risco de perturbar os mercados globais de produtos agrícolas e matérias-primas necessárias para a produção agrícola, como energia e fertilizantes. Desde o início do conflito, já houve um forte aumento dos preços mundiais. Isso está a afectar ainda mais os mercados, que recentemente experimentaram preços historicamente altos para as principais matérias-primas”, realça a Comissão Europeia.

O objectivo desta videoconferência informal é compartilhar informações e previsões sobre oferta e preços, identificar problemas que exigem vigilância especial e considerar as acções a serem tomadas tanto internamente quanto em termos de cooperação internacional.

Os ministros da Agricultura da UE também discutirão o abastecimento alimentar e a segurança do povo ucraniano.

A Ucrânia é um dos principais exportadores de trigo, milho, girassol, farinha e óleo de girassol, por isso a paralisação das suas vendas para o exterior tem impactado os preços internacionais das matérias-primas para alimentação animal.

A paralisação total dessas importações, aliada ao aumento do preço dessas matérias-primas, pode causar situações de grande tensão no abastecimento no curto prazo, uma vez que os fluxos de abastecimento são totalmente interrompidos.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

PS Açores acusa Governo Regional de falhas na gestão das quotas pesqueiras

Partilhar              O Partidos Socialista (PS) dos Açores entregou um requerimento ao Governo Regional dos Açores, intitulado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.