Início / Featured / Ministro do Mar  visita conserveiras Ramirez e Pinhais para avaliar impacto da guerra na Ucrânia
Foto: Francisco Teixeira - Câmara de Matosinhos

Ministro do Mar  visita conserveiras Ramirez e Pinhais para avaliar impacto da guerra na Ucrânia

O ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, depois de ouvir representantes das associações de pescadores e armadores, esteve hoje, 16 de Março, em Matosinhos para avaliar no terreno o impacto do conflito na Ucrânia no sector da indústria conserveira.

O aumento do preço dos combustíveis e electricidade, a subida dos custos do transporte e do alumínio utilizado no fabrico das latas de conserva, e a procura de alternativas ao óleo de girassol importado da Ucrânia, foram alguns dos problemas constatados por Ricardo Serrão na deslocação às fábricas de conservas centenárias Ramirez e Pinhais.

Desde que deflagrou o conflito armado na Ucrânia, tem vindo a verificar-se um aumento dos preços dos combustíveis e da energia, com consequente impacto na subida generalizada do preço dos bens e serviços, realça uma nota de imprensa da Câmara Municipal de Matosinhos.

Mar 2020

Na visita, que contou com a presença da presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Luísa Sagueiro, o ministro do Mar anunciou a publicação, hoje, de uma portaria que permite acompanhar os projectos de investimento do Programa Operacional Mar 2020 que possam sofrer consequências económicas com a guerra na Ucrânia.

“Temos que trabalhar em conjunto. Estamos a avaliar as alternativas no mercado. No próximo dia 21 de Março, vamos estar presentes no Conselho de Agricultura e Pescas do Conselho da União Europeia”, salientou Ricardo Serrão. Em cima da mesa estará a actual situação do mercado agroalimentar na sequência da invasão da Ucrânia pela Rússia, nomeadamente a identificação de medidas destinadas a garantir a segurança alimentar na União Europeia (a curto, médio e longo prazo), tendo em conta o impacto provável da guerra no abastecimento alimentar de países terceiros.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Empresa húngara procura fornecedores de produtos para casa e jardim, hortícolas, ferramentas e produtos de irrigação

Partilhar              Uma empresa familiar húngara, fundada em 1991, está à procura um parceiro que possa representar no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.