Início / Featured / Ministro do Mar acompanha a primeira saída para a pesca da sardinha

Ministro do Mar acompanha a primeira saída para a pesca da sardinha

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, acompanhou no Porto de Pesca de Matosinhos os preparativos e a saída das embarcações do cerco para o mar, na abertura da pesca da sardinha esta segunda-feira, dia 1 de Junho.

O ministro falou com os pescadores e subiu a bordo de uma embarcação que voltou a poder capturar sardinha, após vários meses de pausa. A partir de dia 1 de Junho e até 31 de Julho, o limite de capturas é de 6 mil e 300 toneladas repartidas entre os grupos de embarcações de organizações de produtores, com limites diários e semanais.

Quotas permitidas são superiores às do ano passado

Ricardo Serrão Santos lembrou que as quotas permitidas são superiores às do ano passado. O ministro salientou ainda a importância do plano de recuperação do manancial da sardinha que “está a ser cumprido e a dar bons resultados”.

Os dados científicos apontam para uma recuperação do recrutamento, tendo os cruzeiros acústicos, que se realizaram para verificar como está o stock em Setembro e Março, dado “bons indicadores”.

O ministro aproveitou a deslocação a Matosinhos para visitar antes, durante a tarde de domingo, o Porto de Angeiras, cujo molhe está a ser sujeito a obras para garantir a segurança dos pescadores, e a comunidade piscatória local.

No Dia do Pescador, que se assinalou no domingo, o ministro sublinhou a importância do sector das pescas no norte e ao longo de toda a costa do País, “sector que é preciso manter e renovar”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Limitação da circulação entre concelhos. Posso ir trabalhar? Os turistas podem circular? Saiba tudo aqui

Partilhar            O Governo determinou a limitação de circulação entre diferentes concelhos do território continental no período …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.