Início / Featured / Ministro da Defesa visita Escola de Tecnologias Navais

Ministro da Defesa visita Escola de Tecnologias Navais

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ministro da Defesa Nacional, José Azeredo Lopes visitou, ontem, dia 14 de Março a Escola de Tecnologias Navais (ETNA), na Base Naval de Lisboa, no Alfeite.

Após visitar os vários departamentos da ETNA o ministro da Defesa Nacional elogiou o “trabalho notável que a Marinha desempenha na formação e qualificação daqueles que com ela colaboram, preparando-os para o presente, preparando-os para o futuro”.

Destacou também o papel da ETNA “numa altura em que hoje se fala nas dificuldades de recrutamento “, pela “forma carregada de inteligência e de impecável profissionalismo como ensinam, preparam, qualificam” as centenas de formandos que passam pela unidade.

Certificação

Numa cerimónia simbólica, o ministro da Defesa Nacional recebeu pela mão do representante da APCER o Certificado APCER (Associação Portuguesa de Certificação) referente ao Sistema de Gestão da Formação Profissional da Marinha, o qual foi entregue ao almirante Chefe do Estado–Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional, almirante António Silva Ribeiro.

A Escola de Tecnologias Navais (ETNA) constitui-se actualmente como o principal pólo de formação da Marinha, onde estão actualmente 460 formandos das mais variadas áreas da Marinha, da Autoridade Marítima Nacional e também da sociedade civil.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Cuidado com a queima de sobrantes florestais. GNR identifica homem de 78 anos por incêndio em Vila Real

Partilhar              O Comando Territorial de Vila Real da Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Núcleo de …

Um comentário

  1. gostaria de saber se os cursos ministrados na escola de tecnologias navais são reconhecidos pelo For-Mar e homologados pela ANQEP. Eu por exemplo tinha um certificado de curso com carga horária da Marinha de Guerra e não foi reconhecido ate hoje por ninguém, confesso senti-me triste e enganado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.