Início / Agricultura / Ministério da Agricultura: Não há risco de transmissão de Covid-19 por ingestão de vegetais crus

Ministério da Agricultura: Não há risco de transmissão de Covid-19 por ingestão de vegetais crus

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Ministério da Agricultura, liderado por Maria do Céu Albuquerque, emitiu hoje, 17 de Março, um comunicado de gratidão e a reconhecer “o esforço desenvolvido pelo sector agroalimentar na manutenção do abastecimento de produtos seguros e de qualidade, fazendo face a este contexto tão particular, marcado pela pandemia Covid-19”.

Nesse mesmo comunicado, alerta para a circulação de “mensagens falsas relacionadas, nomeadamente, com a segurança alimentar”. O Ministério da Agricultura reforça a necessidade de confirmação prévia da informação veiculada, sempre com recurso aos canais oficiais, designadamente a Direcção-Geral da Saúde e a Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária.

“Neste contexto, referimos, como exemplo, a informação que circula sobre o risco de transmissão de Covid-19 por ingestão de vegetais crus. A este respeito, clarifica-se que a transmissão do novo Coronavírus ocorre por via respiratória e conjuntival, mediante contacto entre pessoas, não sendo possível a transmissão daquele agente por via alimentar. Este facto não dispensa que o consumidor mantenha as regras gerais de higiene na manipulação de géneros alimentícios”.

Cão infectado?

Relativamente à possibilidade de transmissão por animais de companhia, situação que também tem sido amplamente questionada, “importa esclarecer que, até ao momento, não há evidências de que os animais de companhia possam transmitir a doença. Não obstante, circulando o relato de isolamento do vírus de Covid-19 num cão em Hong Kong, informamos que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, os resultados dos testes preliminares realizados no animal de companhia não são conclusivos. A Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária de Portugal (DGAV) está a acompanhar, com a maior atenção, a evolução dos resultados deste caso, e emitirá uma nota caso venha a ser necessário”.

Novos apoios

Por outro lado, avança o Ministério da Agricultura que, tendo em conta este contexto, “o qual está a ser permanentemente monitorizado e acompanhado”, que foi já estabelecido “um pacote de medidas com vista à mitigação dos impactos sócio-económicos no sector, nomeadamente através do apoio à tesouraria e à manutenção dos postos de trabalho. Este pacote de medidas poderá ser actualizado a todo o momento, sempre com base na evolução do contexto que vivemos”.

Abastecimento alimentar está a decorrer com normalidade

Acrescenta o comunicado que “importa sublinhar que, graças ao trabalho de todos os profissionais ligados a este sector, o abastecimento alimentar está a decorrer com normalidade, não registando constrangimentos na cadeia, desde a produção à distribuição, nem ao nível dos preços praticados”.

Ainda neste âmbito, o Ministério da Agricultura está em “estreita ligação com todos os intervenientes, a fim de serem detectados quaisquer constrangimentos em toda a cadeia de abastecimento, bem como na identificação do regular fluxo das matérias primas e dos factores de produção. Por isso, apela-se à consciência cívica que o momento exige, nomeadamente no que se refere a um consumo responsável e criterioso, tendo em conta as necessidades de cada um e, claro está, de todos aqueles que nos rodeiam”.

“O Covid-19, para além de uma pandemia, é, nos dias que correm, sinónimo de dúvidas e medos. Mas é também sinónimo de solidariedade, de união e de força. Por isso, o Ministério da Agricultura corrobora o seu agradecimento a todas e a todos aqueles que, todos os dias, mesmo perante as dúvidas e o medo, nos fazem acreditar que, graças à solidariedade, à união e à força, venceremos mais esta batalha. E, também por isso, este comunicado termina com um apelo: confiemos, todas e todos, nestes nossos profissionais, confiemos no seu trabalho e no seu esforço. Façamos a nossa parte e cuidemos uns dos outros. Tal será fundamental para que, no fim, o Covid-19 venha a ser apenas sinónimo de solidariedade, união, força e, acima de tudo, de superação”, refere ainda o comunicado do Gabinete de Maria do Céu Albuquerque.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

IPMA actualiza mapa de interdição de apanha de bivalves. Atenção às toxinas

Partilhar            O IPMA — Instituto Português do Mar e da Atmosfera  acaba de actualizar o mapa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.