Início / Agricultura / Ministério da Agricultura contrata Consulai e Euroteste para obtenção de informação de preços ao consumidor

Ministério da Agricultura contrata Consulai e Euroteste para obtenção de informação de preços ao consumidor

O Ministério da Agricultura e Alimentação informa que, através do GPP — Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral, do Ministério da Agricultura, assinou os contratos que permitirão a obtenção de informação de preços no consumidor e a metodologia de análise da cadeia de valor das fileiras. Os serviços vão ser processados pela Euroteste  e a consultora agrícola Consolai.

Este procedimento é considerado, pela ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, essencial, “uma vez que a conclusão de mais uma etapa nos objectivos do Observatório de Preços reforça os mecanismos de transparência e contribui para um acompanhamento eficaz dos preços, da primeira venda ao preço efectivamente pago pelo consumidor”.

A celebração destes contratos vai permitir compilar os dados referentes ao preço dos alimentos nos últimos três anos e, posteriormente, fazer um acompanhamento mensal dos preços praticados no consumidor, explica uma nota de imprensa do Gabinete da Ministra Maria do Céu Antunes.

Contratos com Euroteste e Consulai

Assim, para a execução dos objectivos definidos, o GPP assinou contratos com a Euroteste – Marketing e Opinião, para a aquisição de serviços de informação e acompanhamento dos preços pagos pelos consumidores, que contemplam a recolha semanal para os anos 2023 e 2024 e o histórico de informação relativamente aos anos 2019, 2020, 2021 e 2022, e com a Consulai – Consultoria Agro-Industrial, para a aquisição de uma metodologia de análise das fileiras, que permita identificar os principais fluxos e circuitos comerciais, os pontos críticos ao longo da fileira para recolha de informação sobre os custos da actividade e a caracterização das componentes da formação do preço e margens líquidas.

Para Maria do Céu Antunes, “potenciar o conhecimento e acompanhamento de toda a cadeia agroalimentar é fundamental para a boa decisão na formulação das políticas públicas e permitirá, a todo o momento, calibrar os apoios e orientá-los em função do contexto de mercado. Aliás, foi já assim, com a informação disponibilizada pelo Observatório, que foi orientada a decisão da medida excepcional, recentemente acordada com o sector, que consiste num apoio de 180 milhões de euros”.

Recorda a mesma nota de imprensa que o Observatório de Preços “Nacional é Sustentável”, criado por despacho do Ministério da Agricultura e Alimentação e do Ministério da Economia e Mar, “visa garantir um acompanhamento eficaz dos custos e preços ao longo da cadeia de abastecimento agroalimentar, do produtor ao consumidor”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Vamos deixar de consumir tubarão?

Partilhar              Artigo de opinião de Ana Henriques, Técnica de Oceanos e Pescas da ANP|WWF Enquanto lê …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.